Nesta quinta-feira (28), Bernard Charles Ecclestone, o chefão da Fórmula 1, completa 80 anos de vida. Confira algumas fotos de momentos marcantes do inglês no automobilismo:

Hamlin pode consagrar a Toyota na NASCAR

No último domingo (24), Denny Hamlin venceu a 32º etapa da NASCAR Sprint Cup 2010. No oval de Martinsville, o piloto da Joe Gibbs alcançou a sétima vitória no ano e reduziu para apenas seis pontos sua desvantagem na tabela para Jimmie Johnson (Hendrick), quinto colocado na prova.

A temporada vai chegando a seu final, restando apenas quatro provas – Talladega, Texas, Phoenix e Homestead. Correndo por fora, Kevin Harvick (Richard Childress), que dominou a fase de classificação do certame, se encontra 62 pontos atrás de Johnson.

Os demais pilotos – Kyle Busch, Jeff Gordon, Carl Edwards, Tony Stewart, Jeff Burton, Kurt Busch, Matt Kenseth, Greg Biffle e Clint Bowyer – estão praticamente eliminados da luta pelo título.

Johnson busca seu quinto título consecutivo, enquanto Denny Hamlin e Kevin Harvick correm atrás da inédita coroa. Caso Hamlin triunfe, será o primeiro título da Toyota da divisão principal da NASCAR.

Desde 2004, quando Kurt Busch foi campeão a bordo de um Ford Taurus – na época correndo com o #97 da equipe de Jack Roush – que uma montadora não desbanca a Chevrolet.

A próxima etapa acontece em Talladega, no dia 31 deste mês.

Na Stock, costumeiras confusões…

Allam Khodair

Não é de hoje que a Stock Car anda um pé-no-saco. Porém, pior do que isso são as rotineiras punições e modificação dos resultados conquistadas em pista.

Na segunda etapa do Playoff, em Santa Cruz do Sul-RS, os três primeiros colocados – Ricardo Sperafico, Rodrigo Sperafico e Alan Hellmeister - foram desclassificados por terem entrado nos boxes com os mesmos fechados.

A vitória sobrou para Allam Khodair (Full Time Blau), que agora ocupa a terceira colocação geral do certame. A liderança está com Ricardo Mauricio, que foi promovido a terceiro do GP.

Já o paraibano Valdeno Britto, que não luta pelo título, obteve um excelente segundo lugar. Cacá Bueno, atual campeão da categoria, não passou de 12º e caiu para quarto na tabela.

A próxima etapa do campeonato acontece em Brasília, no dia 21 de novembro.

FIA GT e V8 Australiana em momentos decisivos

Kechele e Zonta no pódio em Navarra

Outras duas categorias importantes de Turismo tiveram mais uma rodada dupla no último final de semana. No FIA GT, a equipe Reiter (Lamborghini) – do brasileiro Ricardo Zonta – venceu as duas provas no circuito de Navarra, na Espanha.

Zonta, que compete ao lado de Frank Kechele, ocupa a sexta posição do certame. A dupla da Vitaphone (Maserati) – Andrea Bertolini e Michael Bartels – completou em sétimo na bateria principal e segue na liderança da tabela em busca do bicampeonato.

Já na Australian V8, o atual bicampeão Jamie Whincup (Holden) venceu uma das provas em Gold Coast e encostou no líder, James Courtney (Ford). Restam três etapas para o fim da temporada.

Cesar Ramos

Toda a comunidade do automobilismo brasileiro se encheu de felicidade e esperança com a recente conquista de Cesar Ramos na temporada de 2010 da Fórmula 3 Italiana.

Neste domingo (24), em Monza, na Itália, Ramos venceu a segunda bateria da oitava e última rodada dupla do certame, alcançando 165 pontos (161 válidos). Foi a primeira conquista do Brasil na categoria.

O título garante um teste com a equipe Ferrari de Fórmula 1 na pré-temporada, em dezembro. Caso impressione os chefões de Maranello, o piloto pode ser convidado para fazer parte da equipe de jovens talentos da Scuderia.

A conquista em números

A campanha do gaúcho Cesar Ramos, natural de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, impressiona pela consistência de seus resultados. Em 16 baterias, o jovem de 21 anos acumulou três vitórias, oito pódios e apenas um abandono. Pontuou em todas as provas que completou.

Assim, superou o monegasco Stéphane Richelmi e os italianos Andrea Caldarelli, Daniel Mancinelli e Sergio Campana, seus principais rivais na luta pelo título.

A carreira pregressa

Cesar Ramos estreou no kart em 1998, conquistando já no ano seguinte o título brasileiro na modalidade Cadete. Em 2003, voltou a vencer o brasileiro, mas da categoria Junior, faturando o paulista de kart (Graduados B) no ano seguinte.

Porém, somente em 2007 aconteceria sua estréia nos monopostos. E, provando mais uma vez ser um prodígio, venceu o torneio de inverno da Fórmula Renault 2.0 Italiana, com 100% de poles e vitórias nas quatro baterias do calendário.

No mesmo ano, participou do certame principal. Em 14 provas, subiu uma vez no pódio, somou 106 pontos e encerrou sua participação na 14ª colocação. Também competiu no Europeu de Fórmula Renault, mas como convidado.

Em 2008, não venceu nenhuma prova. Nem no Europeu, nem no certame italiano, terminando em sétimo e sexto respectivamente.

No ano passado, disputou boa parte da Fórmula 3 Européia pela equipe Manor, mas não alcançou a zona de pontuação em nenhuma das 16 baterias.

Título rendeu premiação de um milhão de Euros

Pouco se comentou no Brasil da decisão da temporada 2010 da Fórmula Superleague, o campeonato mundial de clubes de futebol do automobilismo.

No último domingo (24), o italiano Davide Rigon não precisou vencer nenhuma das três baterias da rodada derradeira do certame, em Navarra, na Espanha. Um quarto lugar na Super Final garantiu seu segundo título na categoria.

A temporada inicialmente vinha sendo polarizada por Milan (Yelmer Buurman) e Totenham (Craig Dolby). Porém, nas últimas etapas, Rigon, representando o belga Anderlecht, arrancou para o título, superando a equipe britânica em apenas dois pontos.

Este foi o segundo título do italiano na categoria. No certame inaugural, em 2008, Rigon triunfou pelo chinês Beijing Guoan, que venceu, por intermédio do australiano John Martin, duas das três baterias deste final de semana.

Entre os clubes brasileiros, destaque para o Flamengo, que fez sua melhor temporada, terminando na sexta posição. Franck Perera, Duncan Tappy e Andy Soucek se revezaram no cockpit rubro-negro ao longo do ano.

Já o Corinthians, sempre defendido pelo holandês Robert Doornbos, não foi além do 12º lugar geral.

Atual campeão, o Liverpool encerrou a disputa na 10ª posição.

Loeb é sinistro!

Publicado: 25/10/2010 em WRC

Loeb é campeão do WRC desde 2004

Sebastien Loeb é o piloto mais espetacular desta década. Heptacampeão do WRC, o representante francês venceu, neste domingo (24), pela sétima vez na temporada 2010. Em 12 etapas, Loeb acumula 251 pontos em 300 possíveis.

Neste final de semana, o piloto da Citroën triunfou na Espanha. Liderando desde a sexta-feira, Loeb teve sua vida facilitada com o acidente de Sebastien Ogier (Citroën Junior) no sábado. Mesmo com o imprevisto, que lhe atrasou 15 minutos, Ogier completou em 10º e segue como vice-líder do mundial.

Destaque para o segundo lugar do campeão de 2003, o norueguês Petter Solberg (Citroën) – que compete com equipe própria. Com o resultado, Solberg é o quarto colocado no mundial, mantendo as chances do vice-campeonato para a derradeira etapa, na Inglaterra.

Já o pódio foi completado pela eterna incógnita da categoria: o espanhol Dani Sordo, companheiro de Loeb. O piloto reúne bons resultados, mas jamais venceu um rally se quer, mesmo pilotando há anos pela melhor equipe do certame. É o quinto no geral.

Destaque negativo para mais uma corrida apagada da dupla da equipe oficial da Ford. Jari-Matti Latvala e Mikko Hirvonen fecharam, nesta ordem, o Top 5.

Já Kimi Raikkonen, parceiro de Ogier, se acidentou no shakedown antes mesmo do início das competições e ficou de fora do evento. É uma temporada decepcionante para o campeão de 2007 da Fórmula 1. Apenas 21 pontos e a 10ª colocação geral.

A última etapa do ano acontece na Inglaterra, entre os dias 12 e 14 de novembro. Na luta pelo vice-campeonato, Ogier tem 167 pontos (duas vitórias); Latvala, 156 (duas vitórias) e Petter Solberg, 151 (sem vitórias).

Alonso: 5ª vitória em 2010; 26ª na carreira

Não podemos reclamar da primeira corrida da história da Fórmula 1 na Coreia do Sul. A 17ª etapa do Mundial 2010, em Yeongam, teve ingredientes suficientes para transformar este capítulo da luta pelo título em uma passagem inesquecível.

Para começar, o domingo (24) se manteve chuvoso durante todo o dia na região do novo autódromo asiático. Autódromo que, diga-se de passagem, não conseguiu ser concluído a tempo pelos organizadores da prova, o que quase estraga o GP.

A chuva forte que caiu na hora da largada atrasou a mesma em quase uma hora. Na verdade, três voltas foram completadas com o pelotão atrás do Safety-Car. Aí ficou constatado que a drenagem do asfalto – que recebera sua última camada a apenas 10 dias do evento – não conseguiria suportar o forte volume de água.

O jeito foi acionar a bandeira vermelha e, como a intensidade da precipitação não diminuía, até o cancelamento do GP esteve em pauta.

Mas os deuses do automobilismo não permitiram tamanho infortuito e a chuva acabou perdendo força. Quase uma hora depois, os carros voltaram à ação, com mais 13 voltas sob batuta do Safety-Car, até a bandeira verde ser acionada.

Mark Webber: ainda vivo

Três giros depois, a cara do campeonato começava a mudar, com o australiano Mark Webber cometendo um erro bobo ao passar sobre a zebra, perder o controle de seu RB6 e pranchar o muro. No retorno à pista, colheu a Mercedes de Nico Rosberg, que numa boa largada pulara para a quarta posição ao superar o britânico Lewis Hamilton. Fim de prova para ambos.

Mais três voltas de Safety-Car e nova relargada aconteceu, com Sebastian Vettel sustentando a liderança, Fernando Alonso subindo a segundo e Hamilton aparecendo em terceiro. Entre os brasileiros, Felipe Massa já aparecia em quarto, enquanto Rubens Barrichello pressionava o eterno rival Michael Schumacher pela quinta colocação.

A intensidade da chuva se manteve a mesma durante toda a prova e poucas modificações no pelotão da frente aconteceram.

Após a rodada de pit-stops – que ocorreu em novo período de Safety-Car, provocado pelo acidente entre Sebastien Buemi (STR) e Timo Glock (Virgin), na volta 31 – a Ferrari se atrapalhou na troca da roda dianteira esquerda de Alonso e Hamilton subiu para segundo. Porém, na relargada, o campeão de 2008 abriu demais na primeira curva e devolveu o posto ao bicampeão.

A corrida permaneceu morna até o acidente forte do russo Vitaly Petrov, que bateu sozinho e quebrou mais um modelo Renault R30. Sua vaga está a perigo. Sigo afirmando que gostaria de ver o alemão Nico Hulkenberg neste carro amarelo ao lado de Robert Kubica em 2011 – lógico, se a Williams cometer o erro de trocar seu talento pelos milhões de Pastor Maldonado.

Na frente, o motor Renault de Sebastian Vettel “entregou a alma” a onze voltas do fim. O alemão, que tinha tudo para sair de Yeongam como líder do certame, parte para as duas últimas provas na quarta colocação geral, 25 pontos atrás do ponteiro, Fernando Alonso, que comprovou mais uma vez que, além de vasto talento, possui muita sorte.

Lewis Hamilton terminou em segundo e segue com chances matemáticas de título, muito embora seu equipamento me pareça o mais fraco entre os concorrentes. Felipe Massa fechou o pódio, em terceiro com a outra Ferrari.

Button, apagado, respira por aparelhos

Button: fim da linha em 2010

Depois de arriscar pôr os pneus intermediários antes da hora, o atual campeão Jenson Button praticamente decretou o fim de suas chances de defender o título mundial. O britânico, que chegou a andar em quinto, terminou em 12º, preso no pelotão intermediário sem jamais ameaçar as posições de equipes medianas, como Force India, Sauber e Toro Rosso.

Jamais se encontrou no fim de semana e deixa Yeongam a 42 pontos do líder. Com 50 em disputa, é praticamente certo que Button será orientado pela McLaren para ajudar Hamilton - que leva 21 de atraso para Alonso – no Brasil e nos Emirados Árabes.

Mercedes derrota Renault no duelo pelo quarto posto

Se Red Bull, McLaren e Ferrari duelam pelo título de construtores, outra briga empolgante acontece um pouco mais abaixo na tabela. Mercedes e Renault querem o posto de quarta força da temporada. E, no duelo, a montadora alemã leva grande vantagem.

Com o quarto lugar de Michael Schumacher, o time bávaro ampliou em mais dois pontos sua vantagem, já que Robert Kubica levou seu Renault apenas em quinto. Restando duas rodadas, o placar é: Mercedes 188 x 143 Renault.

Barrichello ultrapassa Sutil na tabela

Mesmo terminando em sétimo lugar, o brasileiro Rubens Barrichello conseguiu ultrapassar o alemão Adrian Sutil pela 10ª colocação no mundial de pilotos. O alemão da Force India abandonou nas voltas finais da disputa e o time indiano viu seu outro representante, o italiano Vitantonio Liuzzi, surpreender com o sexto lugar.

O resultado deixa a Force India com 68 pontos, três a mais que a Williams na luta pelo sexto posto geral. A zona de pontuação foi completada pela dupla da Sauber – Kamui Kobayashi e Nick Heidfeld – e por Hulkenberg, na outra Williams.

Já entre os demais brasileiros, Bruno Senna conquistou o 14º lugar – seu melhor resultado na carreira. Lucas di Grassi bateu na volta 25 e abandonou. Não deve renovar com o time para 2011. Uma pena, pois tem talento.

Matemática do título

O sonho de Vettel acabou?

Fernando Alonso pode se consagrar tricampeão da Fórmula 1 na próxima etapa, em Interlagos, no Brasil. Para isto, basta vencer e torcer para Mark Webber não levar seu Red Bull ao quarto lugar.

O espanhol ainda conta com o apoio exclusivo da Ferrari, uma vez que Felipe Massa, seu companheiro, não reúne mais condições matemáticas para pleitear o título. Já na Red Bull, Vettel, 25 pontos atrás, ainda está vivo na corrida pelo título inédito e pode roubar pontos de Webber.

Some-se a isso a disputa entre a taça dos construtores. No momento, a Red Bull totaliza 426 pontos, a McLaren tem 399 e a Ferrari chegou aos 374.

A briga está aberta. E a emoção segue garantida para as duas últimas etapas do ano!

O site The F1* oferece, em tempo real, a transmissão do GP deste domingo (24) – a 17ª etapa da temporada da Fórmula 1 de 2010. A antepenúltima etapa do Mundial acontece em Yeongam, na Coréia do Sul.

Confira as sessões no link abaixo:

http://directo.thef1.es/

*: em espanhol

Sebastian Vettel

Sebastian Vettel vai largar na pole-position para o GP da Coreia do Sul, em Yeongam. Neste sábado (23), o alemão da Red Bull registrou 1:35.585s nos instantes finais do qualifying, a melhor volta do fim de semana até aqui.

Detentor de nove poles no ano, Vettel esteva meio sumido nos três treinos livres anteriores, mas sentou a bota quando foi preciso. Além disso, viu seu companheiro e rival, Mark Webber, alinhar em segundo, no lado sujo da pista.

Quem também se deu bem foi o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari. O bicampeão vai largar de terceiro. Porém, do lado limpo da pista, creio que a ultrapassagem em seu amigo Webber seja questão de metros. Alonso era o mais rápido da sessão, mas a dupla da Red Bull surpreendeu o mundo com mais uma performance avassaladora quando o cronômetro já estava zerado.

McLaren decepciona

Quem esperava uma McLaren competitiva no circuito de Yeongam, se desiludiu. Lewis Hamilton parte apenas de quarto, levando meio segundo de Vettel, enquanto Jenson Button alinha em sétimo, atrás de Nico Rosberg e Felipe Massa, nesta ordem.

Este blogueiro já não acredita mais nos carros prateados. Em 2011, talvez.

Kubica ameaça, mas fica no quase

Robert Kubica e Renault ameaçaram uma zebra pela manhã, quando o polonês foi o mais veloz do terceiro treino livre do fim de semana. No entanto, na hora do “vamos ver”, o time francês deixou claro que ainda está longe de poder brigar com Red Bull, Ferrari e McLaren.

Com relação a Vitaly Petrov, segue mediano, disputando posições com Toro Rosso e Force India. Se eu fosse Eric Boullier – chefão do time amarelo – sacaria o russo e contrataria Nico Hulkenberg, que deve perder a vaga na Williams para o venezuelano Pastor Maldonado no ano que vem.

Brasileiros não se destacam

Felipe Massa segue levando seus 0,8s costumeiros de Fernando Alonso, na briga interna da Ferrari. Mais que problemas nos pneus, acho que a temporada de 2010 deixou claro que o brasileiro não pode com o espanhol. Talvez reflexo de seu acidente em Hungaroring-09.

A realidade é que a diferença está enorme. Acredito que, em 2011, com a chegada dos pneus Pirelli a diferença entre ambos vá reduzir. Mas o desempenho de Massa neste ano está meio vergonhoso.

Já Rubens Barrichello viveu mais um capítulo de sua eterna picuinha com Michael Schumacher. Desta vez, o alemão atrapalhou o representante da Williams no Q2. Porém, num gesto raro, foi até o ex-companheiro pedir desculpas.

No fim das contas, ambos passaram para a Super Pole. Dividirão a quinta fila amanhã, com Schumacher à frente de Rubinho. É esperar pra ver que bicho vai dar.

Na parte de trás do grid, Lucas di Grassi e Bruno Senna largam de 22º e 24º respectivamente. Diferentemente do Japão, onde ambos bateram seus parceiros de equipe, aqui levaram tempo, a despeito dos percalços que tiveram durante o fim de semana.

O GP da Coreia do Sul tem largada prevista para as 4h deste domingo (24), com transmissão ao vivo da TV Globo.

O site The F1* oferece, em tempo real, os treinos livre e oficial deste sábado (23) da 17ª etapa da temporada da Fórmula 1 de 2010. A antepenúltima etapa do Mundial acontece em Yeongam, na Coréia do Sul.

Confira as sessões no link abaixo:

http://directo.thef1.es/

*: em espanhol

Mark Webber em coletiva

A nova pista em Yeongam, na Coréia do Sul, é a oportunidade que Ferrari e McLaren esperavam para poder competir contra as poderosas Red Bull. Apesar de assistirmos o australiano Mark Webber liderar este primeiro dia de ensaios, os rivais parecem mais próximos que no Japão, em Suzuka.

Na primeira sessão, Lewis Hamilton anotou o melhor tempo, depois de passar quase todo o tempo no box. O campeão de 2008 precisou de apenas quatro giros para encabeçar a lista de tempos.

Já na segunda, a dupla da Ferrari, Fernando Alonso e Felipe Massa, chegaram a liderar, mas Webber acabou com a festa italiana e deu o ar da graça da equipe dos energéticos nos instantes finais, com uma volta voadora em 1:37.942s.

Se levarmos em conta que o asfalto é novo e que a pista esteve muito suja nesta sexta-feira (22), é certo que veremos os tempos caírem ainda mais amanhã. Porém, a possibilidade de chuva para o sábado pode transformar a sessão oficial para formação do grid de largada numa loteria, já que ninguém sabe se o piso oferecerá boa aderência no molhado.

Renault mais próxima

Não foi só Ferrari e McLaren que andaram próximas a Red Bull. A Renault, com o sempre velocíssimo Robert Kubica e o russo Vitaly Petrov, colocou seus dois carros entre os oito mais rápidos, superando a Mercedes neste primeiro dia. As duas equipes duelam nessas últimas corridas pelo quarto posto entre os construtores.

Vettel e Button apagados

Na luta pelo título de pilotos, Sebastian Vettel e Jenson Button não andaram tudo que podem neste primeiro dia. O britânico, atual campeão mundial, chegou a liderar o primeiro treino, mas terminou como o quinto mais veloz. Já o alemão – vice-campeão de 2009 – foi um despercebido sétimo colocado.

Normal. Afinal, Button costuma tomar tempo de Hamilton na média e a Red Bull, geralmente, só começa a andar forte no sábado. Porém, a volta de Webber pode sugerir que o australiano pretende se impor desde o começo, forçando o companheiro a andar no limite o tempo todo, o que pode levá-lo a um erro, definindo, praticamente, o título aí mesmo na Coréia.

Brasileiros vão mal

Felipe Massa reclamou muito do acerto de sua Ferrari. O sexto lugar geral o deixou a quase 0,7s do companheiro Fernando Alonso, deixando claro que todas as atenções da Scuderia estarão voltadas ao espanhol nesta reta final do certame. Resta a Massa fazer o seu melhor, torcer para este campeonato acabar logo e buscar se impor desde a pré-temporada para 2011.

Massa vem reclamando muito dos pneus neste ano. Para o ano que vem, a Bridgestone vai embora e a Pirelli está chegando. Quem sabe os compostos italianos permitam ao brasileiro desafiar o espanhol em melhores condições?

Já Rubens Barrichello apareceu num modesto 13º lugar. Ainda assim, bateu em mais de 0,6s seu companheiro de equipe, o alemão Nico Hulkenberg. O campeão da GP2 de 2009 chegou a liderar durante muito tempo a primeira jornada. A ameaça do venezuelano Pastor Maldonado a sua vaga em 2011 parece fazer o jovem alemão pisar mais fundo.

Lucas di Grassi só treinou à tarde e não conseguiu acompanhar o ritmo do parceiro de Virgin, Timo Glock. Por sua vez, Bruno Senna sofreu uma quebra na suspensão traseira esquerda de sua Hispania no primeiro treino e só conseguiu aproveitar os quatro minutos finais do dia, ficando em último.

Logo mais, à meia-noite, acontece a terceira sessão de treinos livres, com transmissão ao vivo do SporTV. Já o qualifying acontece às 3h, na TV Globo.

O site The F1* oferece, em tempo real, os treinos livres de sexta-feira da 17ª etapa da temporada da Fórmula 1 de 2010. A antepenúltima etapa do Mundial acontece em Yeongam, na Coréia do Sul.

Confira as sessões no link abaixo:

http://directo.thef1.es/

*: em espanhol

Nova era no blog

Publicado: 20/10/2010 em Geral

Até os pingüins comemoraram a volta do blog à ativa

Todos vocês devem ter notado a ausência de postagens neste espaço nos últimos 60 dias. Pois bem… agora me penitencio. A reta final de minha pós graduação – em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte – foi intensa, com muita pesquisa e trabalhos, além da monografia, o grande bicho-papão do meio acadêmico.

Tão logo me formei, no final de agosto, comecei a focar nos próximos passos que pretendo dar em minha vida pessoal e profissional. Assim, o Motorizado, que mantenho apenas por hobbie, acabou ficando de lado.

De lá pra cá, vimos Jorge Lorenzo se sagrar campeão da MotoGP, enquanto Sebastien Loeb conquistou o inédito heptacampeonato no WRC. Na GP2, Pastor Maldonado nadou de braçada em 2010, enquanto na recém-criada GP3, Esteban Gutierrez não deu chance aos demais concorrentes e ficou com a taça.

Na Indy, Dario Franchitti, numa reação espetacular, derrotou Will Power e faturou o tricampeonato da categoria. Algumas importantes categorias, como a NASCAR Sprint Cup, DTM, WTCC e o FIA GT seguem indefinidas e prometem um desfecho interessantíssimo. Além da Fórmula 1, que tem cinco pilotos na luta por um cobiçado título nas últimas três etapas do ano.

Como minha natureza é compulsiva, também me peguei tentando dar atenção a muitas categorias do esporte-motor, o que estava tornando inviável a atualização do blog. Vocês devem lembrar que por muitas vezes alguns resultados só apareciam depois de quase uma semana da corrida.

Assim sendo, decidi mudar o formato do blog. Ele voltará a ser mais opinativo e bem menos informativo. Continuarei abordando as mais diversas categorias do automobilismo e motociclismo mundial, mas com menos intensidade.

O foco nos estudos para alguns bons concursos que devem pintar na minha área no ano de 2011, também contribuíram para esta mudança de foco.

Portanto, o Motorizado segue vivo. Espero que gostem do novo conteúdo e que compreendam os motivos das mudanças.

Um grande abraço! E continuem voltando.

Ylan Marcel, proprietário do Motorizado e presidente da agência de notícias Marcel GP.

O site oficial da Fórmula Indy oferece a transmissão ao vivo da 13ª etapa da temporada 2010, o GP de Infineon, em Sonoma, nos Estados Unidos.

Confira no link abaixo:

http://racecontrol.indycar.com/player.php?type=true&u=eWxhbm1hcmNlbA==&r=1

Harvick garante mais 10 pontos extras no Chase

Kevin Harvick (Chevrolet) se tornou o primeiro piloto matematicamente classificado para o Chase da NASCAR Sprint Cup em 2010. O piloto da Richard Childress venceu, neste domingo (15), as 400 Milhas de Michigan, após ultrapassar Denny Hamlin (Toyota) a dez voltas do final.

Destaque para o trio da Roush Fenway (Ford), que completou o Top 5 da jornada com Carl Edwards, Greg Biffle e Matt Kenseth.

Foi mais uma corrida difícil para a Dodge, que teve em Sam Hornish Jr. seu melhor representante, na modestíssima 32ª posição. O tricampeão da Fórmula Indy foi o último dentre os que completaram na mesma volta do vencedor.

Restam apenas três corridas para a definição das onze vagas restantes para o playoff.

A próxima etapa acontece no dia 21 de agosto, em Bristol.

Confira o resultado final em Michigan e a classificação atualizada:

Pos  Piloto              Carro       Voltas
 1.  Kevin Harvick       Chevrolet   200
 2.  Denny Hamlin        Toyota      200
 3.  Carl Edwards        Ford        200
 4.  Greg Biffle         Ford        200
 5.  Matt Kenseth        Ford        200
 6.  Tony Stewart        Chevrolet   200
 7.  Juan Montoya        Chevrolet   200
 8.  Martin Truex Jr     Toyota      200
 9.  Elliott Sadler      Ford        200
10.  Joey Logano         Toyota      200
11.  David Ragan         Ford        200
12.  Jimmie Johnson      Chevrolet   200
13.  Clint Bowyer        Chevrolet   200
14.  Kasey Kahne         Ford        200
15.  Marcos Ambrose      Toyota      200
16.  David Reutimann     Toyota      200
17.  A.J. Allmendinger   Ford        200
18.  Kyle Busch          Toyota      200
19.  Dale Earnhardt Jr   Chevrolet   200
20.  Jamie McMurray      Chevrolet   200
21.  Regan Smith         Chevrolet   200
22.  Bill Elliott        Ford        200
23.  Ryan Newman         Chevrolet   200
24.  Jeff Burton         Chevrolet   200
25.  Scott Speed         Toyota      200
26.  Reed Sorenson       Toyota      200
27.  Jeff Gordon         Chevrolet   200
28.  Mark Martin         Chevrolet   200
29.  Patrick Carpentier  Ford        200
30.  Travis Kvapil       Ford        200
31.  Tony Raines         Ford        200
32.  Sam Hornish Jr      Dodge       200
33.  Bobby Labonte       Chevrolet   198
34.  Brad Keselowski     Dodge       197
35.  Paul Menard         Ford        197
36.  David Gilliland     Ford        195
37.  P.J. Jones          Toyota       64
38.  Landon Cassill      Chevrolet    54
39.  Robby Gordon        Toyota       34
40.  Kurt Busch          Dodge        30
41.  Max Papis           Toyota       27
42.  Michael McDowell    Toyota       20
43.  Joe Nemechek        Toyota       14

Classificação:

P Piloto Pontos
1 Kevin Harvick 3400
2 Jeff Gordon 3107
3 Denny Hamlin 3047
4 Tony Stewart 3020
5 Jimmie Johnson 3014
6 Carl Edwards 2986
7 Jeff Burton 2986
8 Kyle Busch 2975
9 Matt Kenseth 2961
10 Kurt Busch 2935
11 Greg Biffle 2913
12 Clint Bowyer 2755
13 Mark Martin 2720
14 Ryan Newman 2652
15 Jamie McMurray 2650
16 Kasey Kahne 2629
17 Dale Earnhardt Jr. 2626
18 David Reutimann 2590
19 Juan Montoya 2582
20 Martin Truex Jr. 2548
21 Joey Logano 2527
22 A.J. Allmendinger 2499
23 Paul Menard 2399
24 David Ragan 2283
25 Brad Keselowski 2203
26 Marcos Ambrose 2173
27 Scott Speed 2133
28 Sam Hornish Jr. 2091
29 Elliott Sadler 2079
30 Regan Smith 1924
31 Bobby Labonte 1738
32 Travis Kvapil 1621
33 Robby Gordon 1493
34 David Gilliland 1470
35 Kevin Conway* 1439
36 Brian Vickers 1158
37 Joe Nemechek 934
38 Max Papis 907
39 David Stremme 825
40 Mike Bliss 799
41 Bill Elliott 706
42 Dave Blaney 699
43 Casey Mears 654
44 Reed Sorenson 645
45 Michael McDowell 616
46 J.J. Yeley 545
47 Boris Said 448
48 Todd Bodine 273
49 Robert Richardson Jr. 249
50 Landon Cassill 235
51 Michael Waltrip 200
52 P.J. Jones 190
53 Patrick Carpentier 176
54 Terry Cook* 164
55 Andy Lally 161
56 Aric Almirola 154
57 Johnny Sauter 154
58 Steve Park 129
59 Jan Magnussen 127
60 Tony Raines 107
61 Mattias Ekstrom 105
62 Scott Riggs 79
63 Jacques Villeneuve 76
64 John Andretti 49
65 Ron Fellows 43
66 Geoffrey Bodine 40
67 Chad McCumbee 37
68 Brandon Ash 0
69 Ted Musgrave 0
70 Brian Simo 0
71 Tony Ave 0
72 Derrike Cope 0
73 Mike Wallace 0
74 Norm Benning 0
75 Jeff Fuller 0
*: estreante

Mesmo largando da 34ª colocação, Casey Roderick (Dodge) venceu pela primeira vez na ARCA. A etapa deste domingo (15), no New Jersey Motorsports Park, foi a 13ª do ano e assistiu ao jovem piloto de 18 anos assumir a liderança a seis voltas do final para não mais largar.

Destaque também para o quarto posto de Frank Kimmel (Ford), que com o resultado assumiu a liderança do campeonato, uma vez que o antigo líder, Craig Goess (Toyota), finalizou apenas em oitavo.

Pole-position, Justin Marks (Dodge) abandonou no 54º giro, após um acidente. Foi classificado em 20º e caiu para o quarto lugar no certame, atrás de Tom Hessert (Dodge), quinto hoje.

A prova contou com cinco interrupções por bandeiras amarelas, totalizando 18 voltas. Foram também cinco os pilotos que chegaram a liderar a jornada de 67 voltas.

A próxima etapa acontece no dia 22 de agosto, em Illinois.

Confira o resultado final em New Jersey e a classificação atualizada:

P Piloto Equipe & Carro Voltas
1 Casey Roderick Bill Elliott Driver Development Dodge 67
2 Joey Coulter Darrell Gwynn Foundation-Rip It Energy Fuel Chevrolet 67
3 Chris Buescher Roulo Brothers Racing Ford 67
4 Frank Kimmel Ansell-Menards Ford 67
5 Tom Hessert Cherry Hill Classic Cars Dodge 67
6 Mikey Kile Venturini Motorsports Toyota 67
7 Robert Mitten Corr Motorsports Chevrolet 67
8 Craig Goess Greenville Toyota of NC Toyota 67
9 Steve Arpin Mike’s Hard Lemonade Toyota 67
10 Dakoda Armstrong Ferrellgas Dodge 67
11 Tim George Jr. RCR Development Chevrolet 67
12 Bryan Silas Rockingham Speedway-PBG Ford 67
13 Patrick Sheltra Recycling Services-Ferguson Pipe Chevrolet 66
14 Timmy Hill Fuel Doctor Dodge 66
15 Nick Igdalsky Modspace-Red Cross Disaster Relief Ford 66
16 Dr. Ed Bull Back In Shape Ford 65
17 Chad McCumbee Modspace-Red Cross Disaster Relief Ford 65
18 Darrell Basham Darrell Basham Racing Chevrolet 62
19 Robb Brent Orchard Chrysler Dodge Jeep Ram Dodge 55
20 Justin Marks Construct Corps Dodge 54
21 Bob Schacht Bob Schacht Motorsports Chevrolet 49
22 Tim Cowen Cowen Logistics Ford 37
23 Jeff Buice Shaver Motorsports Chevrolet 19
24 Tom Graham Bowsher Racing Ford 13
25 Josh Williams Southwest Florida Cable Construction Ford 5
26 Brad Smith Copraya Computers & Website Design Ford 5
27 James Hylton Radon.com Ford 4
28 Rob Jones Hixson Construction Chevrolet 4
29 Kyle Martel Venturini Motorsports Chevrolet 3
30 Kyle Belmont ESR Development Toyota 3
31 Ed Pompa Fast Track High Performance Driving School Chevrolet 3
32 Michael Sosebee Mark Gibson Racing Chevrolet 2
33 Mike Senica XS Energy Drink-Royal Karina Air Service Ford 1
34 Richard Harriman RH Motorsports-Fast Track Racing Dodge 1
35 Wayne Peterson Wayne Peterson Racing Chevrolet 1

Classificação:

P Nome Pontos
1 Kimmel, Frank 3030
2 Goess, Craig 3020
3 Hessert, Tom 2985
4 Marks, Justin 2955
5 Sheltra, Patrick 2935
6 Armstrong, Dakoda 2925
7 Kile, Mikey 2925
8 Coulter, Joey 2705
9 George, Tim 2700
10 Brent, Robb 2620
11 Silas, Bryan 2525
12 Igdalsky, Nick 2330
13 Arpin, Steve 2120
14 Basham, Darrell 2060
15 Smith, Brad 1985
16 McCumbee, Chad 1605
17 Johnson, Jerick 1455
18 Mattioli, Chase 1445
19 Jones, Rob 1205
20 Owens, Alli 1170
21 Buescher, Chris 1025
22 Gerhart, Bobby 930
23 Corr, Sean 810
24 Gresham, Max 800
25 Enfinger, Grant 785
26 Peterson, Wayne 765
27 Hylton, James 740
28 Hackenbracht, Chad 655
29 Cowen, Tim 605
30 Berte, Tom 590
31 Hill, Timmy 590
32 Finley, Chad 585
33 Martel, Kyle 580
34 Roderick, Casey 570
35 Cox, Ron 510
36 Williams, Josh 490
37 Belmont, Andrew 485
38 Jones, Terry 475
39 Easton, Marc 455
40 Buescher, James 450
41 Piquet, Nelson 450
42 Youster, Levi 420
43 Crafton, Matt 415
44 Martin, Hal 410
45 Wilson, Frank 410
46 Basham, Jason 400
47 McReynolds, Brandon 395
48 Carmichael, Ricky 375
49 Kimmel, Will 375
50 Simko, Michael 340
51 Bowsher, Todd 325
52 Meadors, Larry 325
53 Thompson, Mark 325
54 Gibson, Mark 300
55 Pompa, Ed 285
56 Fowler, Kyle 275
57 Bull, Ed 265
58 Richards, Josh 245
59 Dillon, Ty 240
60 Buice, Jeff 235
61 Brevak, Brent 220
62 Kennedy, Alex 220
63 Koch, Blake 220
64 Stenzel, Scott 220
65 Townley, John Wes 215
66 Schrader, Ken 210
67 Dugger, Russ 200
68 Patrick, Danica 200
69 Cross, Brent 195
70 Fox, Steve 195
71 Mitten, Robert 195
72 Martins, Tommy Joe 190
73 Palumbo, Tony 185
74 Fitzgerald, Barry 175
75 Belmont, Kyle 170
76 Clifton, Rick 170
77 Cockrum, Chris 170
78 Kidd, Brandon 170
79 Miles, Tyler 155
80 Sosebee, Michael 155
81 Tori, Curt 150
82 Baird, Bill 145
83 Cobb, Jennifer 145
84 Senica, Mike 145
85 Zimmerman, Clair 145
86 Chastain, Benny 140
87 Holt, Mike 140
88 Maggard, Spencer 140
89 Strickland, Dennis 135
90 Moltz, Dillon 130
91 Schacht, Bob 125
92 Ali, Nur 120
93 Kaltreider, Brian 115
94 Frank, A.J. 110
95 Graham, Tom 110
96 Minor, Ted 105
97 Gase, Joey 95
98 Sarff, Greg 95
99 Schenkel, Kent 95
100 Kimmel, Frankie 85
101 Bourque, Pierre 75
102 George, Jill 75
103 Tyler, Brian 75
104 Young, Michael 75
105 Smith, Jesse 70
106 Andrews, Tim 60
107 Harmon, Mike 60
108 Rogers, Clay 60
109 Harriman, Richard 60
110 Rabenold, Kory 55
111 Byers, Ricky 50
112 McCluskey, Avery 50
113 Blackburn, Steve 45
114 Lia, Donny 35
115 Munter, Leilani 35
116 Buckley, Mike 30
117 Duno, Milka 30
118 Jarvis, Butch 30
119 Berryhill, Tanner 25
120 Fenton, Lance 25
121 Hudson, Brett 25
122 Laird, Dwight 25
123 Leslie, Billy 25
124 Lloyd, Brad 25
125 Lofton, Matt 25
126 Walker, Chuck 25

Cacá Bueno encerra jejum de vitórias em 2010

Partindo da pole, Cacá Bueno (Peugeot) venceu de ponta-a-ponta a sexta etapa da Stock Car 2010. Disputada neste domingo (15), em Salvador, na Bahia, o tricampeão jamais foi ameaçado.

Mudanças relevantes apenas com relação a Thiago Camilo (Chevrolet). O piloto da Vogel conseguiu duas ultrapassagens e, após largar de quarto, subiu no pódio na segunda posição.

O carioca Duda Pamplona (Chevrolet) concluiu em terceiro, enquanto o ainda líder do certame, Átila Abreu (Chevrolet), sofreu um acidente e abandonou.

Com o resultado, Cacá Bueno se tornou o sexto vencedor diferente da temporada, subindo para a quarta posição geral, praticamente se garantindo nos playoffs que decidirão o título nas quatro últimas etapas do calendário.

A próxima etapa acontece em Interlagos, em São Paulo, no dia 5 de setembro. Será a famosa Corrida do Milhão.

Confira o resultado final em Salvador e a classificação atualizada:

1°. Cacá Bueno (Red Bull/P), 50min02s032
2°. Thiago Camilo (Vogel/C), a 3s089
3°. Duda Pamplona (Officer ProGP/C), a 3s861
4°. Nonô Figueiredo (Boettger/C), a 4s684
5°. Max Wilson (Eurofarma RC/C), a 5s276
6°. Popó Bueno (A.Mattheis/C), a 7s536
7°. Marcos Gomes (Full Time Blausiegel/P), a 9s431
8°. Valdeno Brito (Boettger/C), a 10s083
9°. Daniel Serra (Red Bull/P), a 10s468
10°. Ricardo Mauricio (Eurofarma RC/C), a 11s748
11°. Felipe Maluhy (Officer ProGP/C), a 13s452
12°. Lico Kaesemodel (RCM/P), a 15s456
13°. Giuliano Losacco (Miko’s/P), aa 16s003
14°. Allan Hellmeister (JF/P), a 16s756
15°. Juliano Moro (P/Amir Nasr), a 17s307
16°. Rodrigo Sperafico (P/Qualicorp Mico’s), a 18s465
17°. Ricardo Sperafico (C/Hot Car), a 20s872
18°. Antonio Jorge Neto (Corinthians/C), a 21s265
19°. David Muffato (Full Time Itaipava/P), a 25s276
20°. Claudio Ricci (Amir Nasr/P), a 26s274
21°. Luciano Burti (Full Time Itaipava/P), a 31s261
22°. Xandinho Negrão (A.Mattheis/C), a 36s238
23°. Christian Fittipaldi (Gramacho Costa/C), a 1min07s199
24°. Allam Khodair (Full Time Blausiegel/P), a 1 volta
25°. William Starostik (P/RC3 Bassani), a 1 volta
26°. Alceu Feldmann (RCM/P), a 1 volta
27°. Julio Campos (JF/P), a 3 voltas
28°. Ricardo Zonta (Corinthians/C), a 8 voltas
29°. Diego Nunes (RC3 Bassani/P), a 13 voltas
30°. Antonio Pizzonia (Hot Car/C), a 15 voltas
31°. Thiago Marques (Mico’s/P), a 23 voltas
32°. Átila Abreu (AMG/C), a 24 voltas
33° Pedro Gomes (Ecopads Vogel/P), a 24 voltas
34° Gustavo Sondermann (C/Gramacho Costa), a 29 voltas

Classificação após seis etapas:

1º. Átila Abreu (SP), 94 pontos
2º. Max Wilson (SP), 72
3º. Ricardo Mauricio (SP), 71
4º. Cacá Bueno (RJ), 61
5º. Nonô Figueiredo (SP), 57
6º. Felipe Maluhy (SP), 56
7º. Daniel Serra (SP), 54
8º. Allam Khodair (SP), 47
9º. Julio Campos (PR), 32
10º. Thiago Camilo (SP), 28

Vergne comemora título com bandeira de seu país

O francês Jean-Eric Vergne (Carlin) é o mais novo campeão da Fórmula 3 Inglesa. Na terceira bateria deste fim de semana, em Silverstone, na Inglaterra, o piloto venceu partindo da pole, garantindo por antecipação o título da temporada.

Seu companheiro, o brasileiro Adriano Buzaid – vencedor da bateria anterior neste domingo (15) – terminou em segundo, com o pódio sendo completado por Oli Webb (Fortec), em terceiro.

Entre os demais brasileiros, Lucas Foresti (Carlin) foi o quinto, Gabriel Dias (Hitech) o sétimo, Felipe Nasr (RRR) o 12º, Yann Cunha (Manor) o 22º e Pietro Fantin (Hitech) o 23º.

A próxima rodada acontece em Snetterton, na Inglaterra, entre os dias 29 e 30 de agosto.

Confira o resultado final em Silverstone e a classificação atualizada:

Pos  Piloto                Equipe                  Tempo/Dif.
 1.  Jean-Eric Vergne      Carlin                  41m01.289s
 2.  Adriano Buzaid        Carlin                    + 1.212s
 3.  Oli Webb              Fortec                    + 6.234s
 4.  James Calado          Carlin                    + 7.280s
 5.  Lucas Foresti         Carlin                   + 20.222s
 6.  Rupert Svendsen-Cook  Carlin                   + 24.772s
 7.  Gabriel Dias          Hitech                   + 25.895s
 8.  Alex Brundle          T-Sport                  + 29.188s
 9   William Buller        Hitech                   + 29.981s
10.  Daniel McKenzie       Fortec                   + 30.678s
11.  Daisuke Nakajima      Raikkonen Robertson      + 32.643s
12.  Felipe Nasr           Raikkonen Robertson      + 34.385s
13.  Jazeman Jaafar        Carlin                   + 35.048s
14.  Menasheh Idafar       T-Sport                  + 35.832s
15.  Hywel Lloyd           CF/Manor                 + 37.296s
16.  Jay Bridger           Litespeed                + 46.232s
17.  Carlos Huertas        Raikkonen Robertson      + 49.601s
18   Adderly Fong          Sino Vision              + 49.890s
19.  Carlos Munoz          Mucke                    + 52.482s
20.  James Cole            T-Sport                + 1'06.183s
21.  Juan Carlos Sistos    West-Tec               + 1'18.599s
22.  Yann Cunha            Manor                  + 1'19.141s
23.  Pietro Fantin         Hitech                 + 1'21.452s

Abandono:

     Maxim Snegirev        Fortec                    0 voltas

Classificação:

Pos Piloto Pontos
1 Jean-Eric Vergne 344
2 James Calado 230
3 Oliver Webb 213
4 Adriano Buzaid 170
5 Gabriel Dias 116
6 Rupert Svendsen-Cook 115
7 Luiz Felipe Nasr 99
8 Daniel McKenzie 80
9 Carlos Huertas 79
10 William Buller 75
11 Jazeman Jaafar 75
12 Daisuke Nakajima 67
13 Lucas Foresti 45
14 Jay Bridger 27
15 Hywel Lloyd 23
16 Alex Brundle 10

Adriano Buzaid

O brasileiro Adriano Buzaid (Carlin) venceu a segunda bateria da rodada tripla da Fórmula 3 Inglesa, em Silverstone, na Inglaterra.

Neste domingo (15), o piloto largou de quarto, pulou para segundo na primeira volta e superou Carlos Huertas (RRR) na estratégia de pit-stop para triunfar pela primeira vez no ano.

O pódio foi completado pelo francês Jean-Eric Vergne (Carlin), em terceiro. Como James Calado (Carlin) foi apenas o quinto, Vergne pode conquistar o título na bateria de logo mais.

Entre os demais brasileiros, Felipe Nasr (RRR) ficou entre ambos, em quarto, enquanto Lucas Foresti (Carlin) foi o 12º, Gabriel Dias (Hitech) o 14º, Pietro Fantin (Hitech) o 21º e o estreante Yann Cunha (Manor) o 22º.

Confira o resultado:

Pos  Piloto                Equipe                  Tempo/Dif.
 1.  Adriano Buzaid        Carlin                  19m08.094s
 2.  Carlos Huertas        Raikkonen Robertson       + 2.690s
 3.  Jean-Eric Vergne      Carlin                    + 3.453s
 4.  Felipe Nasr           Raikkonen Robertson       + 4.541s
 5.  James Calado          Carlin                    + 6.205s
 6.  Rupert Svendsen-Cook  Carlin                   + 14.767s
 7.  Oliver Webb           Fortec                   + 15.272s
 8.  Jazeman Jaafar        Carlin                   + 15.786s
 9.  Hywel Lloyd           CF/Manor                 + 17.512s
10.  Daniel McKenzie       Fortec                   + 19.210s
11.  Carlos Munoz          Mucke                    + 21.189s
12.  Lucas Foresti         Carlin                   + 25.110s
13.  William Buller        Hitech                   + 30.942s
14.  Gabriel Dias          Hitech                   + 31.978s
15.  Maxim Snegirev        Fortec                   + 32.475s
16.  James Cole            T-Sport                  + 34.121s
17.  Menasheh Idafar       T-Sport                  + 34.897s
18.  Alex Brundle          T-Sport                  + 35.614s
19.  Daisuke Nakajima      Raikkonen Robertson      + 36.040s
20.  Jay Bridger           Litespeed                + 40.281s
21.  Pietro Fantin         Hitech                   + 50.043s
22.  Yann Cunha            Manor                    + 52.226s
23.  Juan Carlos Sistos    West-Tec               + 1m12.774s
24.  Adderly Fong          Sino Vision             + 3 voltas

Mesmo numa corrida monótona, Jorge Lorenzo consegue brilhar. Na 10ª etapa da temporada 2010 da MotoGP, no circuito de Brno, na República Tcheca, o espanhol da Fiat Yamaha largou de terceiro, mas logo na terceira curva da primeira volta ultrapassou Ben Spies (Tech 3 Yamaha) e o pole, Dani Pedrosa (Honda), garantindo assim sua sétima vitória no ano.

Pedrosa terminou em segundo e já se encontra a 77 pontos de Lorenzo na tabela. Isso significa que o líder do certame pode se ausentar das próximas três corridas que ainda assim manterá a ponta.

Quem completou o pódio foi o australiano Casey Stoner (Ducati), em terceiro.

Ben Spies e Valentino Rossi (Fiat Yamaha) fecharam o Top 5 da jornada. O italiano vive a expectativa de ser anunciado pela Ducati para a temporada de 2011, substituindo Stoner, que vai para a Honda.

A próxima etapa acontece em Indianápolis, nos Estados Unidos, no dia 29 de agosto.

Confira o resultado final em Brno e a classificação atualizada:

Pos  Piloto            Equipe              Tempo/Dif.
 1.  Jorge Lorenzo     Yamaha              43m22.638s
 2.  Dani Pedrosa      Honda                +  5.494s
 3.  Casey Stoner      Ducati               + 11.426s
 4.  Ben Spies         Tech 3 Yamaha        + 13.723s
 5.  Valentino Rossi   Yamaha               + 17.930s
 6.  Nicky Hayden      Ducati               + 26.815s
 7.  Colin Edwards     Tech 3 Yamaha        + 33.396s
 8.  Marco Melandri    Gresini Honda        + 39.406s
 9.  Hector Barbera    Aspar Ducati         + 39.639s
10.  Randy de Puniet   LCR Honda            + 40.893s
11.  Marco Simoncelli  Gresini Honda        + 42.032s
12.  Aleix Espargaro   Pramac Ducati        + 47.091s
13.  Alex de Angelis   Interwetten Honda    + 51.368s
Abandonos:

     Alvaro Bautista   Suzuki               21 voltas
     Mika Kallio       Pramac Ducati         7 voltas
     Andrea Dovizioso  Honda                 6 voltas
     Loris Capirossi   Suzuki                1 volta

Classificação:

Pos Piloto Pontos
1 Jorge Lorenzo 235
2 Daniel Pedrosa 158
3 Casey Stoner 119
4 Andrea Dovizioso 115
5 Valentino Rossi 101
6 Nicky Hayden 99
7 Ben Spies 90
8 Randy de Puniet 75
9 Marco Melandri 61
10 Colin Edwards 57
11 Marco Simoncelli 54
12 Héctor Barberá 48
13 Loris Capirossi 36
14 Aleix Espargaró 32
15 Mika Kallio 31
16 Alvaro Bautista 25
17 Hiroshi Aoyama 18
18 Alex de Angelis 11
19 Roger Lee Hayden 5
20 Kousuke Akiyoshi 4
21 Wataru Yoshikawa 1
Pos Construtores Pontos
1 Yamaha 240
2 Honda 195
3 Ducati 149
4 Suzuki 48

Moto2: Elias vence a quarta em Brno

Publicado: 21/08/2010 em Moto2

Em mais uma emocionante etapa da Moto2, no circuito de Brno, na República Tcheca, o espanhol Toni Elias (Moriwaki) venceu pela quarta vez na temporada de 2010 e ampliou ainda mais sua vantagem na tabela de pontos.

Após uma disputa com Roberto Rolfo, o experiente piloto da Suter abandonou, deixando o caminho livre para Elias. Andrea Iannone (Speed Up), que liderou as primeiras voltas, acabou sendo superado também por Yuki Takahashi (Tech 3), completando o pódio na terceira colocação.

A dupla da Suter – Jules Cluzel e Julian Simon – fechou o Top 5 da jornada, enquanto o pole, o japonês Shoya Tomizawa, finalizou em 10º.

A próxima etapa acontece em Indianápolis, nos Estados Unidos, no dia 29 de agosto.

Confira o resultado final em Brno e a classificação atualizada:

Pos  Piloto               Moto          Tempo/Dif.
 1.  Toni Elias           Moriwaki      41m51.715s
 2.  Yuki Takahashi       Tech 3          + 2.312s
 3.  Andrea Iannone       Speed Up        + 2.959s
 4.  Jules Cluzel         Suter           + 6.905s
 5.  Julian Simon         Suter           + 6.974s
 6.  Gabor Talmacsi       Speed Up        + 7.024s
 7.  Alex Debon           FTR             + 7.808s
 8.  Simone Corsi         Motobi         + 11.691s
 9.  Stefan Bradl         Suter          + 15.958s
10.  Shoya Tomizawa       Suter          + 15.974s
11.  Thomas Luthi         Moriwaki       + 16.486s
12.  Hector Faubel        Suter          + 16.490s
13.  Fonsi Nieto          Moriwaki       + 19.426s
14.  Sergio Gadea         Pons Kalex     + 20.130s
15.  Raffaele de Rosa     Tech 3         + 20.227s
16.  Dominique Aegerter   Suter          + 20.233s
17.  Alex Baldolini       ICP            + 25.738s
18.  Anthony West         MZ-RE          + 27.526s
19.  Xavier Simeon        Moriwaki       + 27.711s
20.  Mike di Meglio       Suter          + 28.895s
21.  Ratthapark Wilairot  Bimota         + 36.263s
22.  Scott Redding        Suter          + 44.281s
23.  Yonny Hernandez      BQR            + 46.446s
24.  Ricard Cardus        Bimota         + 47.620s
25.  Axel Pons            Pons Kalex     + 47.798s
26.  Claudio Corti        Suter          + 47.966s
27.  Vladimir Ivanov      Moriwaki       + 48.499s
28.  Niccolo Canepa       Suter          + 51.993s
29.  Robertino Pietri     Suter          + 52.243s
30.  Mashel Al Naimi      BQR            + 53.151s
31.  Joan Olive           Promoharris    + 53.478s
32.  Valentin Debise      ADV          + 1m00.080s
33.  Yannick Guerra       Moriwaki     + 1m08.242s

Abandonos:

     Roberto Rolfo        Suter          14 voltas
     Yusuke Teshima       Motobi         12 voltas
     Lukas Pesek          Moriwaki        9 voltas
     Patrik Vostarek      Suter           2 voltas
     Kenny Noyes          Promoharris     1 volta
     Arne Tode            Suter           0 voltas

Classificação:

Pos Piloto Pontos
1 Toni Elías 161
2 Andrea Iannone 106
3 Thomas Luthi 99
4 Julian Simon 88
5 Shoya Tomizawa 82
6 Jules Cluzel 74
7 Simone Corsi 73
8 Yuki Takahashi 72
9 Gábor Talmácsi 62
10 Sergio Gadea 49
11 Alex Debon 46
12 Fonsi Nieto 41
13 Roberto Rolfo 37
14 Karel Abraham 33
15 Ratthapark Wilairot 25
16 Stefan Bradl 25
17 Scott Redding 23
18 Dominique Ägerter 23
19 Yonni Hernández 21
20 Kenny Noyes 18
21 Mike Di Meglio 17
22 Alex Baldolini 14
23 Mattia Pasini 12
24 Anthony West 11
25 Alex de Angelis 11
26 Damian Cudlin 9
27 Xavier Simeon 9
28 Hector Faubel 8
29 Lukas Pesek 4
30 Arne Tode 2
31 Vladimir Ivanov 2
32 Raffaele De Rosa 1
33 Claudio Corti 1
34 Yusuke Teshima 1
Pos Construtores Pontos
1 Moriwaki/Honda 186
2 Suter/Honda 156
3 Speed Up/Honda 122
4 FTR/Honda 77
5 Motobi/Honda 75
6 Tech 3/Honda 72
7 Pons Kalex/Honda 58
8 Bimota/Honda 25
9 BQR/Honda 21
10 Promo Harris/Honda 18
11 ICP/Honda 14
12 MZ/Honda 11
13 Scot/Honda 11
14 RSV/Honda 10
15 TSR/Honda 1