Arquivo de janeiro, 2009

Vídeo: Chris Atkinson bate forte

Publicado: 31/01/2009 em WRC

As cenas abaixo são de sexta-feira (30). Infelizmente não achei nenhum vídeo de qualidade sobre este sábado (31) na Irlanda. Atkinson, apesar do estrago que fez em seu Citröen C4, está em quinto lugar no geral, muito próximo do quarto colocado, o norueguês Henning Solberg, da Ford. Vale lembrar que nenhum dos dois pilotos fazem parte das equipes oficiais de fábrica do WRC. Confira a panca:

Loeb segue dominando na Irlanda

Publicado: 31/01/2009 em WRC
Sebastian Loeb

Sebastian Loeb

O favoritismo de Sebastian Loeb fica cada vez mais evidente no WRC. Mesmo cometendo um erro no 12º estágio – escapou do traçado e perdeu mais de 13s – ampliou sua vantagem para o companheiro de Citröen, Daniel Sordo, segundo colocado no geral.

Mikko Hirvonen, único representante da equipe oficial da Ford (o outro piloto, Jari-Matti Latvala, bateu ontem quando liderava e abandonou o evento) segue em terceiro, há mais de dois minutos de Loeb. Henning Solberg e Chris Atkinson fecham a lista dos cinco primeiros.

A primeira impressão é de que o novo Ford Focus ainda não faz frente ao Citröen C4, pelo menos nesse tipo de piso. Além disso, Sordo não se mostra um rival a altura de Loeb. O hexacampeonato do francês já começa a ser escrito.

O Rally da Irlanda termina amanhã.

Confira o resultado parcial da primeira etapa do campeonato:

1º. Sebastien Loeb (Citroën), 2h20min02s8
2º. Dani Sordo (Citroën), a 1min09s1
3º. Mikko Hirvonen (Ford), a 2min30s9
4º. Henning Solberg (Ford), a 5min57s4
5º. Chris Atkinson (Citroën), a 6min02s1
6º. Sebastien Ogier (Citroën), a 9min13s4
7º. Matthew Wilson (Ford), a 9min51s3
8º. Khalid Al Qassimi (Ford), a 11min50s0
9º. Eamonn Boland (Subaru), a 12mim40s4
10°. Aaron Machale (Ford), a 13mim40s4

Abaixo um vídeo contendo alguns lances do primeiro dia de disputas da etapa de estréia do WRC em 2009. Os pilotos esbanjam categoria para conduzir essas máquinas no asfalto molhado. Vale a pena conferir:

Loeb lidera sexta-feira na Irlanda

Publicado: 30/01/2009 em WRC
Loeb começou o ano em vantagem na Irlanda

Loeb começou o ano na frente de todos

O francês Sebastian Loeb, da Citröen, encerrou o primeiro dia de atividades do WRC em 2009 na liderança. Mas engana-se quem pensa que o dia foi tranquilo para o time gaulês. Nos primeiros estágios, a liderança coube ao finlandês Jari-Matti Latvala, da Ford. Porém, um furo de pneu o baixou para o 14º lugar.

Quem assumiu a ponta foi o estoniano Urmo Aava, mas acabou por se acidentar na sexta especial, entregando a ponta a Loeb. Seu companheiro, o espanhol Daniel Sordo, vem em segundo, distantes 44s. Completando os três primeiros, o vice-campeão da temporada passada, Mikko Hirvonen, da Ford.

O tempo não é dos melhores na região. Como conseqüência disto, algumas especiais noturnas foram canceladas pela organização da etapa. As atividades prosseguem amanhã.

Confira a classificação desta sexta-feira (30) na Irlanda:

1. Sebastien Loeb (Citroën Total) 1h09:35.2
2. Dani Sordo (Citroën Total) + 44.4
3. Mikko Hirvonen (BP Ford) + 1:04.8
4. Henning Solberg (Stobart Ford) + 3:09.4
5. Conrad Rautenbach (Citroën Junior Team) + 4:18.3
6. Sebastien Ogier (Citroën Junior Team) + 4:23.2
7. Chris Atkinson (Citroën Junior Team) + 4:51.2
8. Matthew Wilson (Stobart Ford) + 4:56.0
9. Gareth MacHale (Ford) + 5:05.1
10. Eamonn Boland (Subaru) + 5:54.5

Não é brincadeira! O italiano Giancarlo Fisichella fez um comercial para uma bebida de baixo teor alcoólico. O vídeo é bem tosco, diga-se. Mas o pior é o que descobri ao entrar no site oficial da empresa. Está lá, embaixo da foto do piloto, bem destacado: Giancarlo Fisichella – Campione di Formula 1. Será que estão tentando prever o futuro? Confira abaixo:

O site é este aqui: http://www.drivebeer.com/

Perfil: pilotos do WRC

Publicado: 30/01/2009 em WRC

Confira abaixo um pequeno especial sobre os favoritos ao título de 2009 do WRC:

sl1Sebastian Loeb: Atual pentacampeão da categoria, o piloto também tem em seu currículo o título de 2001 do FIA Super 1600. Em 2008, assegurou um recorde histórico: 11 vitórias em 16 etapas.

Nacionalidade: Francês / Data de nascimento: 26/02/1974. / Equipe: Citröen Total World Rally Team / Co-piloto: Daniel Elena / Estréia no WRC: Nova Zelândia (2004) / Vitórias no WRC: 47

—————————————————————————————————————————————-

dsDaniel Sordo: O espanhol quer deixar de ser apenas o segundo piloto da Citröen. Campeão do FIA Junior World Rally em 2005, tem como objetivo principal a conquista de sua primeira vitória na categoria. Terceiro colocado no mundial passado – com seis pódios.

Nacionalidade: Espanhol / Data de nascimento: 02/05/1983. / Equipe: Citröen Total World Rally Team / Co-piloto: Marc Marti / Estréia no WRC: Cataluña (2003) / Vitórias no WRC: nenhuma

—————————————————————————————————————————————-

mhMikko Hirvonen: Foi o único piloto a pontuar em todas as 16 etapas do mundial passado. Apesar da consistência, não conseguiu alcançar o título, mas sabe que terá uma nova oportunidade neste ano. É a principal aposta da Ford, desde a aposentadoria de Marcus Grönholm em 2007.

Nacionalidade: Finlandês / Data de nascimento: 31/07/1980 / Equipe: BP Ford Abu Dhabi World Rally Team / Co-piloto: Jarmo Lehtinen / Estréia no WRC: Finlândia (2002) / Vitórias no WRC: 7

—————————————————————————————————————————————-

jlJari-Matti Latvala: Alçado ao posto de titular da equipe oficial da Ford em 2008, o piloto conseguiu sua primeira vitória na Suécia. Mas, daí em diante, foi superado amplamente por seu companheiro Hirvonen e tem como objetivo superá-lo neste ano e se firmar entre os pilotos de ponta da categoria.

Nacionalidade: Finlandês / Data de nascimento: 03/04/1985 / Equipe: BP Ford Abu Dhabi World Rally Team / Co-piloto: Mikka Anttila / Estréia no WRC: Grã-Bretanha (2002) / Vitórias no WRC: 1

WRC dá largada para a temporada 2009

Publicado: 30/01/2009 em WRC
Novamente com o C4, a Citröen tenta repetir os titulos de 2008

A Citröen tenta repetir os títulos de 2008

O Mundial de Rally da FIA de 2009 (WRC) terá início nesta sexta-feira (30), na Irlanda. É o começo de uma nova era. Com as desistências de Subaru e Suzuki da categoria, anunciadas no final do ano passado, a disputa pelo título ficará restrita a Citröen e a Ford.

Atual campeã entre os construtores, a montadora francesa é a grande favorita novamente. O pentacampeão Sebastian Loeb luta pelo sexto título seguido, mas terá em seu companheiro no time oficial, Daniel Sordo, um adversário que promete muita luta a bordo do C4. Afinal de contas, o espanhol corre atrás de sua primeira vitória em rallies, após obter em sua carreira 10 segundos lugares.

Na equipe oficial da Ford, a dupla de pilotos também permanece inalterada. Os finlandeses Mikko Hirvonen e Jari-Matti Latvala tentarão levar o time norte-americano novamente ao posto de número 1 do WRC. A Ford foi bicampeã em 2006-07, quando ainda contava com os serviços de Marcus Grönholm, que se retirou das disputas e deu lugar a Latvala em 2008. Os dois conduzirão o Ford Focus RS ao longo desta temporada.

Citröen e Ford ainda contam com outras equipes não-oficiais no certame. O time júnior gaulês contará com nomes conhecidos, como Conrad Rautenbach e Chris Atkinson, que tentarão obter resultados regulares e, se possível, roubar pontos da concorrência.

A Ford tentará recuperar a hegemonia do WRC

A Ford tentará recuperar a hegemonia do WRC

A mesma missão terão as equipes Stobart e Munchi’s – ambas bancadas pela Ford. Henning Solberg é o nome mais conhecido dentre os pilotos que correrão por elas.

Também é importante dizer que o irmão do norueguês, Petter, campeão de 2003, anunciou que deve participar do Rally da Noruega, segundo do calendário, com um Citröen Xsara privado. Sua intenção é seguir disputando a temporada, mesmo que com outro carro. Solberg está visando o campeonato de 2010, uma vez que perdeu a vaga numa equipe oficial de fábrica depois que a Subaru se retirou da categoria, devido à crise econômica mundial.

Mas a montadora japonesa se fará presente por intermédio da equipe norueguesa Adapta, que competirá com o famoso modelo Impreza. A dupla de pilotos será da mesma nacionalidade do time: Mads Ostberg e Anders Grondahl, sendo que o último só fará sua estréia na etapa de seu país, que será realizado entre os dias 13, 14 e 15 de fevereiro.

Confira o calendário 2009:

1º de Fevereiro – Irlanda
15 de Fevereiro – Noruega
15 de Março – Chipre
5 de Abril – Portugal
26 de Abril – Argentina
24 de Maio – Itália
14 de Junho – Grécia
28 de Junho – Polônia
2 de Agosto – Finlândia
6 de Setembro – Austrália
4 de Outubro – Espanha
25 de Outubro – País de Gales

Um grande duelo se desenhou no início desta década. Apesar dos títulos acabarem sempre indo para Michael Schumacher, não se pode negar que o colombiano Juan Pablo Montoya dificultou a vida do alemão em muitas situações. E, as vezes, até o superou. Confira abaixo:

Beijing Guoan

O campeão de 2008: Beijing Guoan

A organização da Fórmula Superleague, uma espécie de campeonato mundial de clubes de futebol do automobilismo, anunciou nesta quinta-feira (29) o calendário da categoria para a temporada de 2009. Algumas etapas ainda estão aguardando confirmação e especula-se que o Brasil, que possui duas equipes na competição (Flamengo e Corinthians) possa receber uma corrida.

Em 2008, o Beijing Guoan, da China, foi o campeão. Entre os brasileiros, o Corinthians terminou em nono, enquanto o Flamengo figurou na 16ª posição.

Confira abaixo o calendário provisório da competição, que terá seu início em Magny Cours, na França. Circuito este que deixa a Fórmula 1 a partir de 2009.

27 e 28 de junho: Magny-Cours
18 e 19 de junho: Zolder
1º e 2 de agosto: Donington
5 e 6 de setembro (a confirmar): Estoril
3 e 4 de outubro(a confirmar): Monza
17 e 18 de outubro (a confirmar): Jarama

Vídeo: Mais Piquet

Publicado: 28/01/2009 em Vídeos

A reportagem abaixo foi do Jornal Nacional, da TV Globo, no dia seguinte à batida de Nelson Piquet nos treinos para as 500 Milhas de Indianápolis, em 1992. Declarações de chefes de equipe, pilotos – incluindo Emerson Fittipaldi – e uma curiosa análise ao final de Reginaldo Leme, sobre a segurança dos carros da época. Vale a pena assistir!

Sensacional este vídeo! Nelson Piquet, então vice-campeão mundial de Fórmula 1, fala ao repórter da Globo Reginaldo Leme suas impressões sobre a temporada, sua rivalidade com Alan Jones (o campeão), e a segurança de alguns carros da época. Imperdível!!!

PS: Reparem no penteado do Piquet…

Os novos carros da Fórmula 1 para 2009 têm gerado muitas discussões. Entre os próprios times, existem dúvidas sobre a legalidade de algumas partes dos bólidos dos concorrentes. A primeira a ficar em evidência foi a Ferrari, com seu F60. McLaren e BMW acusaram os italianos de terem esticado demais os escapamentos do motor, que poderiam servir como apêndices aerodinâmicos, proibidos pelo regulamento deste ano.

No entanto, após uma análise mais profunda do Grupo de Trabalho Técnico, chefiado por Charlie Whiting, delegado-técnico da FIA, decidiu-se que a Ferrari teria de modificar as saídas. E foi isso que o time mais tradicional da categoria fez, como se pode notar na ilustração ao lado.

Os novos escapamentos da F60 ficaram mais curtos

Novos escapamentos da F60 foram encurtados

Só que as polêmicas não param por aí. As bolas da vez agora são Toyota e Williams. Algumas equipes, lideradas pela Renault, afirmam que os difusores dos novos modelos dessas equipes ultrapassam o tamanho máximo permitido (175mm). Na visão das rivais, isso pode oferecer um maior apoio nas curvas de baixa velocidade.

“São difusores interessantes, mas não acho que posso comentar sobre a legalidade deles. É algo que a FIA deve comentar. Ainda não questionamos a entidade, mas faremos isso logo”, afirmou Pat Symonds, diretor de engenharia dos franceses.

A Fórmula 1 mal saiu de uma polêmica e já começa a se criar outra. É assim, sempre que uma mudança muito radical acontece no regulamento técnico do campeonato. Isso nem sempre acontece por malandragem ou jogo sujo das equipes, mas por não conhecerem direito a regra e tentarem explorar os limites daquilo que lhes é permitido.

Cabe à FIA analisar todas as reclamações e decidir o que é certo ou errado, clarificando as regras, como fez na questão dos motores e do Safety-Car. Tanto as equipes quanto os expectadores ainda estão meio perdidos sobre o que pode e o que não pode.

Aliás, é tanto detalhe, tanta regrinha e tanta polêmica miúda que fico rezando para que os testes recomecem novamente. É um assunto muito mais agradável e interessante de se discutir e acompanhar. Carros na pista, já!

As últimas da Fórmula 1

Publicado: 28/01/2009 em Fórmula 1

Vamos por tópicos. Afinal, algumas novidades importantes apareceram nos últimos dias, como a confirmação das regras dos motores e do Safety-Car:

  • Agora é oficial. Charlie Whiting, diretor de provas da FIA, confirmou nesta segunda-feira (27) que os pilotos terão 8 motores à disposição para a temporada 2009. Podem usá-los como bem entenderem. Caso façam uso de uma usina extra, aí sim pagarão a penalização da perda de 10 posições no grid do GP seguinte. Até o ano passado, existia a obrigatoriedade de utilizar o mesmo propulsor em corridas consecutivas, o que também cai no regulamento deste ano. Até num mesmo fim de semana de GP será permitida a troca da máquina, independente de quebra ou de estratégia. Resumindo: está (quase) tudo liberado. São oito equipamentos para 17 corridas. Resta alguma dúvida?f13
  • A regra da entrada do Safety-Car também foi alterada. Acabou aquela palhaçada do piloto não poder entrar nos boxes porque os mesmos estavam fechados. Isso estava alterando a dinâmica e, principalmente, os resultados das corridas. Os pilotos tinham que optar por uma punição ou uma pane seca, caso estivessem no limite do combustível, o que era extremamente injusto. A partir de 2009, os pilotos terão, nos sistemas eletrônicos de seus carros, um software que avisará da entrada do carro de segurança e calculará um tempo mínimo para estes chegarem ao pit-lane. Isso deve evitar que os competidores passem em alta velocidade por trechos de bandeira amarela, o que poderia causar acidentes de proporções mais graves. Aliás, esse foi o objetivo da regra implantada em 2007, agora demovida.
  • A FIA também se apressou para confirmar que o congelamento dos motores seguirá até 2012. O caso da Renault, que teve o aval de todas as equipes e da própria entidade para dar uma turbinada em seu equipamento, foi apenas uma exceção. Os franceses alegaram que ficaram muito para trás no momento do congelamento e que seria impossível andar na frente nos próximos anos.
  • Outro detalhe importante para 2009 tem a ver com os pneus. A FIA parece muito descontente com a diferença mínima de performance entre os pneus duros e macios do ano passado. Para esta temporada, a Bridgestone já foi comunicada que esse gap terá de ser aumentado. Mas nada que supere 0,5s por volta. Especula-se que em 2008 os pneus duros eram apenas 0,2s mais lentos que os macios.
  • Já a Red Bull anunciou que estenderá sua parceria com a Renault. Em 2009, além dos motores, terão também o sistema KERS dos franceses em seus carros. Se os gauleses fizerem um bom trabalho, podem ajudar a Red Bull a crescer. Mas caso essa dobradinha não dê certo, mais uma temporada andando atrás da co-irmã, Toro Rosso, seria vexaminoso, além de atrapalhar bastante a carreira do promissor Sebastian Vettel.circuito-valencia
  • Enquanto isso, Roma está pensando em realizar um GP já em 2011. Até gosto dessas novidades, mas se for pra realizar mais um GP urbano, que deixem de lado a beleza do local e invistam em traçados mais emocionantes. A prova de Valência, que estreou no ano passado, foi chata e parece que o desenho da pista não permite grandes disputas. Em compensação, a visão do Mediterrâneo impressiona…
  • Por fim, Mario Theissen e Robert Kubica rejeitaram a proposta do sistema olímpico de Bernie Ecclestone, o que deixou o baixinho extremamente revoltado. Eu, logicamente, estou adorando. 

Mark Webber vomita durante GP

Publicado: 28/01/2009 em Vídeos

Essa eu nunca tinha visto. Nem ouvido. O piloto da Red Bull Racing, Mark Webber, vomita ao falar com a equipe pelo rádio, durante uma intervenção do Safety-Car no GP do Japão de 2007, na pista de Fuji. Confira:

Nico Rosberg surfista?

Publicado: 28/01/2009 em Vídeos

O vídeo abaixo é de 2008. Num evento do banco que patrocina a Williams na F1, o alemão Nico Rosberg pega umas ondas numa praia da Austrália. Sinceramente, prefiro ele como piloto… Confira:

Interrogatório ao leitor

Publicado: 27/01/2009 em Geral

Manda tu, Bernie Ecclestone

Publicado: 26/01/2009 em Fórmula 1
perdido, anda atirando para todos os lados

Bernie anda atirando para todos os lados

Bernie Ecclestone anda meio desconcertado. Após a saída da Honda, o manda-chuva da principal categoria do automobilismo mundial não está conseguindo assimilar os golpes como deveria.

Primeiro, deu de ombros à situação, dizendo que “só a Ferrari teria sua ausência sentida na categoria”. Depois, inventou uma proposta aos times, na qual os mesmos poderão ter liberdade de gastar o quanto quiserem, desde que assinem contratos de longo termo de permanência na Fórmula 1, com ameaça de processo em caso de descumprimento.

Para quem só sentiria a falta da Ferrari, o baixinho anda desesperado demais em manter TODAS as montadoras (aquelas que ainda restam) sob seus domínios. E isso tudo justamente agora, quando a Renault anuncia um corte gigantesco de pessoal e até ameaça deixar de vez a brincadeira em 2010.

Mas Ecclestone e sua cabecinha pensante não param de bolar idéias absurdas e esquisitas. A última foi a possibilidade das montadoras colocarem na pista três carros por GP. À primeira vista, a proposta pode parecer sedutora e interessante. As corridas poderiam ficar mais emocionantes, com 3 Ferrari, 3 McLaren e 3 BMW, etc… As maiores diversidades de estratégias entre as equipes também poderiam movimentar bastante os fins de semana de Grandes Prêmios.

Entretanto, existe um detalhe que pode prejudicar principalmente as equipes menores. Com a pontuação atual da Fórmula 1 beneficiando apenas os oito primeiros, seria bastante comum que apenas 3 equipes somassem pontos a cada GP. Isso fatalmente afastaria o interesse de patrocinadores de times menores, como Williams, Force India e até mesmo as duas equipes da Red Bull.

Não sou a favor nem contra a medida. Traria uma nova dinâmica aos GPs e encheria os grids, que devem contar em 2009 com apenas 18 carros. Por outro lado, a saúde financeira das equipes médias e pequenas seria afetada. E do jeito que anda escaldada essa Fórmula 1, não creio que seus administradores tolerem a debandada de novos times.

Por essas e por outras, acredito que a proposta não vingue.

A A1GP realizou neste fim de semana, em Taupo, na Nova Zelândia, sua quarta rodada dupla da temporada 2008/09. O Motorizado, sempre atento aos vídeos que rolam na internet, conseguiu dois bem bacanas. Os melhores momentos da Sprint e da Feature Race. Confira:

Sprint Race:

Feature Race:

Créditos: Blog SRZD

Nelsinho parte para seu segundo ano como titular na F1

Nelsinho parte para seu segundo ano como titular na F1

” Sua missão será melhorar continuamente e tornar-se um pontuador regular. Seu papel é apoiar Fernando sempre que puder”.

A mim não causou nenhuma surpresa. Foi apenas a confirmação do óbvio. As palavras de Pat Symonds, diretor de engenharia da Renault, são claras e diretas. A Piquet cabe o papel de segundo piloto. É pegar ou largar.

Nelsinho, seja por falta de opções ou por não ter demonstrado toda a sua capacidade em seu ano de estréia na Fórmula 1, não tinha para onde correr. No entanto, na semana passada deu uma entrevista ao site “Tazio” dizendo que esperava um tratamento igualitário do time francês no campeonato deste ano. A declaração deste domingo (25) de Symonds soou como uma resposta categórica ao “pedido” do brasileiro.

Em algum post antigo, escrevi que, das nove equipes da categoria, a McLaren era a que tinha a hierarquia de pilotos mais definida, só perdendo para a Renault. Mesmo o pódio conquistado por Nelsinho, na Alemanha – o primeiro da Renault em 2008 – não foi suficiente para alçá-lo a um patamar mais elevado internamente. Ele segue como segunda opção. Symonds acaba de confirmar minhas suspeitas. Agradeço-o.

Não tenho dúvidas que o time de Flavio Briatore tenha concentrado todos os seus esforços para que o modelo R29 esteja ao gosto de Fernando Alonso. Além de contar com mais experiência que o brasileiro, o bicampeão sabe, como nenhum outro piloto do grid, passar informações de qualidade aos engenheiros sobre suas impressões do carro. Não tenham dúvidas que isso foi um fator determinante para o crescimento da Renault na temporada passada.

cena deve se repetir bastante em 09

Alonso lidera Piquet: cena deve se repetir bastante em 09

Acredito que a equipe baseada em Enstone vai fazer uso da estratégia da McLaren em 2008 para tentar triunfar neste ano. O time inglês claramente apostou em Lewis Hamilton desde o começo, focou no título de pilotos e, caso Heikki Kovalainen somasse uma boa quatidade de pontos, a taça dos construtores também poderia vir. Em parte, cumpriram o objetivo.

Pois bem. Agora utilize este mesmo raciocínio para a Renault, substituindo Hamilton por Alonso e Kovalainen por Piquet. Talvez, este seja o caminho.

Nós, brasileiros, lamentaremos. Afinal de contas, entre os tupiniquins, apenas Felipe Massa aparece com chances de subir no degrau mais alto do pódio em 2009. Novamente.

Jani vence a Feature Race em Taupo

Publicado: 25/01/2009 em A1GP
O suiço Neel Jani

O suíço Neel Jani

O suíço Neel Jani foi o vencedor da corrida longa – conhecida como Feature Race – neste domingo (25), em Taupo, na Nova Zelândia. A prova foi a oitava da A1GP na temporada de 2008-09, que tem a Irlanda, segunda colocada nesta bateria, como líder do certame. O pódio foi completado pelo time de Portugal.

Mais uma vez o Brasil ficou longe das primeiras posições, com Felipe Guimarães completando em 15º, a uma volta do vencedor. No total, 19 equipes estiveram presentes para a disputa do evento.

Confira a classificação final da prova e o ranking dos países:

1º. Neel Jani (Suíça), 50 voltas
2º. Adam Carroll (Irlanda), a 1s047
3º. F. Albuquerque (Portugal), a 2s379
4º. John Martin (Austrália), a 10s593
5º. Robert Doornbos (Holanda), a 14s402
6º. Loic Duval (França), a17s423
7º. N. Karthikeyan (Índia), a 20s215
8º. Edoardo Piscopo (Itália), a 23s156
9º. Adrian Zaugg (África do Sul), a 23s347
10º. Fairuz Fauzy (Malásia), a 26s832
11º. Marco Andretti (Estados Unidos), a 45s799
12º. Dan Clarke (Grã-Bretanha), 49 voltas
13º. C. van der Drift (Nova Zelândia), 49 voltas
14º. Cheng Cong Fu (China), 49 voltas
15º. Felipe Guimarães (Brasil), 49 voltas
16º. Salvador Durán (México), 43 voltas
17º. Satrio Hermanto (Indonésia), 42 voltas
18º. Clivio Piccione (Mônaco), 33 voltas
19º. Daniel Morad (Líbano), 1 volta

Classificação:

1) Irlanda 65

2) Suíça 52

3) Portugal 49

4) França 41

5) Holanda 38

6) Nova Zelândia 35

7) Malásia 31

8 ) Austrália 30

9) África do Sul 17

10) Estados Unidos 16

= Grã-Bretanha 16

12) Mônaco 9

= Itália 9

14) Índia 5

15) Brasil 4

= Coréia 4

= China 4

18 ) Líbano 3