Arquivo de janeiro, 2010

A primeira semana de testes da pré-temporada da Fórmula 1 em 2010 será realizada entre os dias 1 e 3 de fevereiro. Sete das treze equipes inscritas no campeonato irão para a pista de Ricardo Tormo, em Valência, na Espanha, para começarem a preparação para o próximo certame, que terá início no dia 14 de março, em Sakhir, no Bahrein.

McLaren, Mercedes, Ferrari, Sauber, Williams, Renault e Toro Rosso escalaram seus pilotos para os três dias de atividades.

Confira:

McLaren
1.fev: Gary Paffett
2.fev: Lewis Hamilton
3.fev: Jenson Button

Mercedes
1.fev: Nico Rosberg (manhã) e Michael Schumacher (tarde)
2.fev: Nico Rosberg
3.fev: Michael Schumacher

Ferrari
1.fev: Felipe Massa
2.fev: Felipe Massa
3.fev: Fernando Alonso

Sauber
1.fev: Pedro de La Rosa
2.fev: Kamui Kobayashi
3.fev: Pedro de La Rosa

Williams
1.fev: Rubens Barrichello
2.fev: Rubens Barrichello
3.fev: Nico Hulkenberg

Renault
1.fev: Robert Kubica
2.fev: A confirmar
3.fev: A confirmar

Toro Rosso
1.fev: Sébastien Buemi
2.fev: Sébastien Buemi
3.fev: Jaime Alguersuari

Bottas posa com o uniforme oficial da Williams

A equipe Williams anunciou nesta sexta-feira (29) o seu novo piloto de testes para a temporada de 2010 da Fórmula 1. O finlandês Valtteri Bottas, de 20 anos, substituirá Nico Hulkenberg na função, uma vez que o alemão foi promovido a titular da escuderia para este ano.

Bottas vai conciliar seu trabalho na Williams com a temporada regular da Fórmula 3 Européia, onde defenderá a poderosa ART. Natural da cidade de Nastola, o piloto vai em busca de sua primeira vitória na categoria. No ano passado, foi o terceiro colocado, aplacando duas poles e 62 pontos em vinte provas disputadas.

Muitos títulos no automobilismo

A carreira de Valtteri Bottas é recheada de títulos nas categorias inferiores. Em 2004, venceu o Campeonato Finlandês ICA Junior, arrebatando no ano seguinte o Troféu Viking ICA. Em 2006, faturou o título finlandês da ICA, além do Mundial de Fórmula A.

Terceiro colocado no Norte-Europeu de Fórmula Renault em 2007, alcançou o título na temporada seguinte, obtendo também a coroa na divisão européia da categoria.

No final do ano passado, terminou em quinto no tradicional GP de Macau de Fórmula 3.

Foi na sede da Vodafone, na Inglaterra, que a McLaren apresentou, nesta sexta-feira (29), o carro com o qual disputará a temporada de 2010 da Fórmula 1. Batizado de MP4-25, o monoposto tem linhas arrojadas, além de um design revolucionário na parte traseira, com a bigorna presa ao aerofólio.

Diferentemente da Ferrari, a McLaren não seguiu a tendência do bico alto e fino do Red Bull RB5 do ano passado, aparecendo com uma frente mais arredondada.

Terceira colocada no mundial passado, a equipe de Woking espera lutar pelas primeiras posições desde o início do ano, para voltar a sonhar com o título, como nas temporadas de 2007 e 2008. A última taça entre os construtores do time prateado data do longínquo ano de 1998, quando sua dupla ainda era formada por Mika Hakkinen e David Coultahrd.

Já Lewis Hamilton fechou em quinto lugar a temporada passada, com direito a duas vitórias na metade final do ano, na Hungria e em Cingapura. Por sua vez, Jenson Button trouxe o número 1 para o time inglês e o ostentará em seu cockpit, graças ao título ganho com a Brawn GP em 2009.

Além do duelo interno dos dois últimos campeões mundiais da categoria, a McLaren terá de se preocupar com o fornecimento dos motores por parte da Mercedes, já que a parceira agora é, também, um construtor rival. Isso pode prejudicar o time numa eventual disputa direta pelo título com os alemães.

Confira as fotos do lançamento do MP4-25:

Italiano quebrou os cronômetros em Daytona

O italiano Max Angelelli conquistou a pole-position para as 24h de Daytona. No treino oficial desta sexta-feira (29), o piloto do Dallara-Ford cravou 1m40s681, superando em quase meio segundo o brasileiro Osvaldo Negri (Riley-Ford). Outros tupiniquins, Rafael Matos e Ricardo Zonta vão partir de sétimo e nono respectivamente.

Alguns notáveis também participam da tradicional prova. Como o atual campeão da Fórmula Indy, Dario Franchitti, que larga de quarto. O escocês forma um quarteto de peso com Scott Dixon, Juan Pablo Montoya e Jamie McMurray, a bordo de um Riley-BMW.

Confira o grid:

Pos  Pilotos                                    Carro           Tempo
 1.  Angelelli/Lamy/Taylor/Taylor               Dallara-Ford    1m40.681s
 2.  Frisselle/Negri/Pew/Wilkins                Riley-Ford      1m41.100s
 3.  Allmendinger/Frisselle/Patterson/Valiante  Riley-Ford      1m41.110s
 4.  Dixon/Franchitti/McMurray/Montoya          Riley-BMW       1m41.147s
 5.  Papis/Pruett/Rojas/Wilson                  Riley-BMW       1m41.164s
 6.  Bouchut/Bourdais/Collard/Maassen/Tucker    Riley-BMW       1m41.463s
 7.  Donohue/Haywood/Law/Leitzinger/Matos       Riley-Porsche   1m41.513s
 8.  Barbosa/Borcheller/Dalziel/Rockenfeller    Riley-Porsche   1m41.603s
 9.  Braun/Jonsson/Krohn/Zonta                  Lola-Ford       1m42.060s
10.  Garcia/Manning/Menard/Rice                 Coyote-Porsche  1m42.074s

Um dia depois da DTM, a Fórmula 3 Européia também anunciou seu calendário para a temporada de 2010. As duas categorias costumam realizar suas provas em conjunto, num mesmo fim de semana. No entanto, em algumas ocasiões estarão separadas neste ano.

Como por exemplo em Lausitz. A F3 Euro também não fará a segunda etapa em Hockenheim e terá apenas oito rodadas duplas, totalizando 16 provas.

Contrariando a DTM, que vai fechar o certame em Xangai, na China, a turma dos monopostos fará seu encerramento em Magny-Cours, na França, no mês de outubro.

Segundo o site da revista Autosport, uma nona rodada dupla pode ser inserida nos próximos dias no calendário.

Confira:

Hockenheim       Abril 24-25
Valência         Maio 22-23
Norisring        Julho 2-4
Nurburgring      Agosto 7-8
Zandvoort        Agosto 21-22
Brands Hatch     Setembro 4-5
Oschersleben     Setembro 18-19
Magny-Cours      Outubro 15-17

F10: a arma da Ferrari para voltar ao topo

A sede oficial da Ferrari, em Maranello, na Itália, foi o palco da apresentação oficial do primeiro carro de 2010 da Fórmula 1. O F10, nome de batismo do novo modelo italiano, foi desfraldado por sua dupla de pilotos – Felipe Massa e Fernando Alonso.

O visual, como já era esperado, apresentou um vermelho fosco, com as asas diantera e traseira brancas, graças ao patrocínio do banco Santander.

Já o design apresenta traços do Red Bull do ano passado, o RB5, carro mais veloz da segunda metade daquela temporada. O bico alto e fino, bolado pelo mago da aerodinâmica Adrian Newey, parece que será uma tendência nos monopostos de 2010.

A expectativa era de que Massa já realizasse o primeiro shakedown do F10 na pista de testes do esquadrão vermelho, em Fiorano. No entanto, o mau tempo – com direito a gelo na pista – impediu a ação.

Quarta colocada no mundial passado, com apenas 70 pontos e uma vitória, a Ferrari espera voltar a brigas por vitórias e pelos títulos de pilotos e construtores. Já Alonso, nono em 2009, não vence uma corrida desde o GP do Japão de 2008.

Massa também não venceu corridas no ano passado e terminou em 11º, com apenas nova provas disputadas por conta de seu grave acidente na Hungria, que o deixou de fora do restante do certame. Sua última conquista também data de 2008, no GP do Brasil.

Confira algumas fotos do evento:

DTM encerrará temporada na China

Publicado: 28/01/2010 em DTM

Primeira corrida será no dia 25 de abril

A temporada de 2010 da DTM já tem seu calendário definido. Apesar de continuar com dez etapas, algumas alterações e novidades saltaram à vista de todos.

O que chama mais atenção é a etapa derradeira, que será disputada no circuito de Xangai, na China. Porém, engana-se aquele que pensa que esta será a primeira visita da categoria ao país comunista. Em 2004, numa corrida sem contar pontos para o campeonato, Gary Paffett venceu, a bordo de uma Mercedes.

Outro destaque é a troca de palco do GP da Espanha. Outrora realizado na Catalunha, em 2010 passará a ser disputado no circuito Ricardo Tormo, em Valência.

A nota triste do anúncio é a confirmação da saída da pista francesa de Dijon do calendário.

Confira:

Hockenheim          Abril 25
Valencia            Maio 23
Lausitz             Junho 6
Norisring           Julho 4
Nurburgring         Agosto 8
Zandvoort           Agosto 22
Brands Hatch        Setembro 5
Oschersleben        Setembro 19
Hockenheim          Outubro 17
Shanghai            Outubro 31

Pits-stops perderão sua importância em 2010

Com o desejo de promover mais um novo elemento estratégico nas corridas deste ano, as equipes da Fórmula 1 acordaram uma modificação no regulamento que tem a ver com os pneus.

Em 2010, os dez pilotos que se classificarem ao Q3 nos treinos oficiais serão obrigados a largarem com os mesmos compostos nas corridas.

O objetivo, como já virou hábito nos últimos anos na categoria, é promover um maior equilíbrio entre os 26 carros que comporão os grids. Com os dez primeiros largando com pneus mais gastos, aumentam as chances destes pararem nos boxes primeiro, aumentando a possibilidade dos carros que largarem atrás ganharem algumas posições.

Apesar do reabastecimento ter sido banido da Fórmula 1, em 2010 pelo menos um pit-stop continuará sendo obrigatório, uma vez que todos os pilotos ainda são obrigados a fazer uso dos compostos macios e duros a cada fim de semana durante as corridas.

Ainda assim, acho que essa alternativa será pouco influente nos resultados finais dos GP2 deste ano. Com base no que nos acostumamos a ver nos últimos anos, os pilotos dão, no máximo, duas voltas rápidas para tentar a pole no Q3, algo que não é capaz de desgastar tantos os pneus.

Ainda mais se levarmos em consideração que a Bridgestone produzirá compostos muito mais resistentes em 2010, já que os carros começarão as provas com um peso muito maior, com o combustível lotado até a boca do tanque.

Largada da MotoGP para 2009

O grid continua enxuto, mas a MotoGP promete boas disputas para a temporada de 2010. Após dois títulos consecutivos, Valentino Rossi luta pela sua décima conquista nas motos (considerando aí os campeonatos de 1997 e 99, respectivamente na 125cc e na 250cc).

Seu principal rival será o companheiro de Yamaha, Jorge Lorenzo. Ducati e Honda também sonham em voltar a lutar por vitórias e títulos. Os demais seguem sendo francos atiradores.

Destaque para a estréia dos quatro primeiros colocados da 250cc do ano passado: Hiroshi Aoyama, Marcos Simoncelli, Alvaro Bautista e Hector Barbera.

O campeão da Superbike de 2009, Ben Spies, competirá a temporada completa pela Tech 3, equipe satélite da Yamaha, tendo como companheiro seu compatriota Colin Edwards.

Confira:

No  Piloto            Equipe                    Moto
4   Andrea Dovizioso  Repsol Honda Team         Honda
5   Colin Edwards     Monster Yamaha Tech 3     Yamaha
7   Hiroshi Aoyama    Interwetten-Honda MotoGP  Honda
11  Ben Spies         Monster Yamaha Tech 3     Yamaha
14  Randy de Puniet   LCR Honda MotoGP          Honda
19  Alvaro Bautista   Rizla Suzuki MotoGP       Suzuki
24  Marco Melandri    San Carlo Honda Gresini   Honda
26  Dani Pedrosa      Repsol Honda Team         Honda
27  Casey Stoner      Ducati Marlboro Team      Ducati
36  Mika Kallio       Pramac Racing Team        Ducati
40  Hector Barbera    Aspar MotoGP Team         Ducati
41  Aleix Espargaro   Pramac Racing Team        Ducati
46  Valentino Rossi   Fiat Yamaha Team          Yamaha
58  Marco Simoncelli  San Carlo Honda Gresini   Honda
65  Loris Capirossi   Rizla Suzuki MotoGP       Suzuki
69  Nicky Hayden      Ducati Marlboro Team      Ducati
99  Jorge Lorenzo     Fiat Yamaha Team          Yamaha

39 pilotos estão inscritos na nova categoria

A Moto2, nova categoria que substitui a 250cc no campeonato mundial de motociclismo da FIM, divulgou nesta quarta-feira (27) os participantes da primeira temporada da história do certame, que se inicia em abril, no Catar.

Destaque para alguns pilotos que já tiveram passagem pela MotoGP, como Gabor Talmacsi, Alex de Angelis, Toni Elias, Niccolo Canepa e Yuki Takahashi, além de Anthony West, que ocupará o posto de reserva na MZ Racing Team.

Confira:

No.  Piloto                Equipe                        Chassi
2    Gabor Talmacsi       Speed Up Aprilia              Speed Up
4    Stefan Bradl         Viessmann Kiefer Racing       Suter
5    Joan Olive           Jack&Jones By A.Banderas      Promoharris
6    Alex Debon           Red Bull Ajo Motorsport       FTR
7    Axel Pons            Pons Racing                   Pons Kalex
9    Kenny Noyes          Jack&Jones By A.Banderas      Promoharris
10   Fonsi Nieto          G22 Holidaygym                Moriwaki
12   Thomas Luthi         Interwetten Moriwaki Racing   Moriwaki
14   Ratthapark Wilairot  Honda-Sag                     Suter
15   Alex de Angelis      Scot Racing Team              Scot
16   Jules Cluzel         Forward Racing                Suter
17   Karel Abraham        Cardion Ab Motoracing         RSV
24   Toni Elias           Gresini Racing Moto2          Moriwaki
25   Alex Baldolini       Caretta Technology Race Dept  I.C.P.
29   Andrea Iannone       Speed Up Aprilia              Speed Up
35   Raffaele de Rosa     Tech 3 Racing                 Tech 3
37   Fabricio Perren      Kino Racing                   Kino
39   Robertino Pietri     Italtrans S.T.R.              Suter
40   Sergio Gadea         Pons Racing                   Pons Kalex
41   Arne Tode            Racing Team Germany           Suter
44   Roberto Rolfo        Italtrans S.T.R.              Suter
45   Scott Redding        Marc VDS Racing Team          Suter
48   Shoya Tomizawa       Technomag-Cip                 Suter
52   Lukas Pesek          Matteoni C.P. Racing          Moriwaki
53   Valentin Debise      WTR San Marino Team           ADV
55   Hector Faubel        Honda-Sag                     Suter
56   Vladimir Leonov      Vector Kiefer Racing          Suter
59   Nicola Canepa        Scot Racing Team              Scot
60   Julian Simon         Mapfre Aspar Team             RSV
61   Vladimir Ivanov      Gresini Racing Moto2          Moriwaki
63   Mike di Meglio       Mapfre Aspar Team             RSV
71   Claudio Corti        Forward Racing                Suter
72   Yuki Takahashi       Tech 3 Racing                 Tech 3
75   Mattia Pasini        JiR Moto2                     TSR
76   Bernat Martinez      Blusens BQR                   BQR-Moto2
77   Dominique Aegerter   Technomag-Cip                 Suter
88   Yannick Guerra       G22 Holidaygym                Moriwaki
95   Mashel Al Naimi      Blusens BQR                   BQR-Moto2
 ?   ?                    JiR Moto2                     TSR

Reservas:

27   Vincent Lonbois      Marc VDS Racing Team          Suter
 ?   Anthony West         MZ Racing Team                MZ

Disputa acirrada da 125cc em 2009

A FIM (Federação Internacional do Motociclismo) revelou nesta quarta-feira (27) a lista oficial dos pilotos, equipes e montadoras inscritos para o campeonato mundial da categoria 125cc em 2010.

Além das tradicionais Derbi, Honda e Aprilia, a italiana Lambretta será representada pela equipe Reparto Corsi e terá duas motos, que serão pilotadas por Luis Salom e Marco Ravaioli.

Com a ida de Julian Simon para a 250cc, Nicolas Terol ocupará o lugar do campeão de 2009 na equipe Bancaja Aspar (Aprilia), fazendo dupla com o britânico Bradley Smith.

Confira a lista completa:

No.  Piloto              Equipe                          Moto
5    Alexis Masbou       WorldwideRace Team              Aprilia
7    Efren Vazquez       Bainet Derbi                    Derbi
9    Muhammad Zulfahmi   Empowerment WorldwideRace Team  Aprilia
11   Sandro Cortese      Red Bull Ajo Motorsport         Derbi
12   Esteve Rabat        BQR Racing                      Aprilia
14   Johann Zarco        WTR San Marino Team             Aprilia
18   Nicolas Terol       Bancaja Aspar Team              Aprilia
23   Alberto Moncayo     Andalucia Cajasol               Aprilia
24   Simone Corsi        Fontana Racing                  Aprilia
26   Adrian Martin       Team WRB                        Aprilia
32   Lorenzo Savadori    Matteoni C.P. Racing            Aprilia
35   Randy Krummenacher  Molenaar Racing                 Aprilia
38   Bradley Smith       Bancaja Aspar Team              Aprilia
39   Luis Salom          Lambretta Reparto Corse         Lambretta
44   Pol Espargaro       Bainet Derbi                    Derbi
50   Sturia Fagerhaug    Empowerment WorldwideRace Team  Aprilia
69   Louis Rossi         CBC Corse                       Aprilia
71   Tomoyoshi Koyama    Racing Team Germany             Honda
72   Marco Ravaioli      Lambretta Reparto Corse         Lambretta
78   Marcel Schrotter    Interwetten Racing              Honda
80   Quentin Jacquet     Molenaar Racing                 Aprilia
84   Jakub Kornfeil      Racing Team Germany             Honda
87   Luca Marconi        WorldwideRace Team              Aprilia
93   Marc Marquez        Red Bull Ajo Motorsport         Derbi
94   Jonas Folger        WorldwideRace Team              Aprilia
99   Danny Webb          Team WRB                        Aprilia
 ?   ?                   CBC Corse                       Aprilia

A pista terá 2,6 milhas de extensão

A organização da Fórmula Indy divulgou, nesta terça-feira (26), o traçado que será utilizado para o GP de São Paulo. Localizada no Anhembi, na região do Sambódromo, a pista tem características típicas de circuitos de ruas. Curvas em 90º – que mais parecem esquinas – seguidas de compridas retas.

O desenhista responsável, Tony Cotman, acredita que as duas longas retas, seguidas de curvas de baixas velocidades, possibilitarão muitas ultrapassagens e belas disputas, na prova que irá inaugurar o certame deste ano.

O Brasil voltará a receber uma etapa da Indy no dia 14 de março. Há exatos dez anos o país deixou de fazer parte do mapa da categoria.

Na verdade, o oval de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, foi palco, entre 1996 e 2000, de uma prova da antiga Fórmula Cart, que se fundiu com a IRL em 2008, dando vida a nova Fórmula Indy.

López terá apoio de governo argentino

A USF1, nova equipe norte-americana da Fórmula 1, anunciou nesta terça-feira (26) o seu primeiro piloto contratado para a temporada de 2010. É o argentino José Maria López, afastado dos monopostos desde 2006, quando foi piloto de testes da Renault.

Nos últimos três anos, López retornou para o automobilismo de seu país, sagrando-se bicampeão da TC2000 – uma espécie de Stock Car da Argentina.

O anúncio oficial foi realizado na noite da segunda-feira, com as presenças de Peter Windsor (chefe do time) e Cristina Kirchner, presidente daquele país, em Buenos Aires.

Desde 2001 um piloto argentino não participa de um GP como titular. Naquela temporada, Gaston Mazzacane defendeu a extinta Prost nas quatro primeiras provas, sendo substituído por Luciano Burti a partir do GP da Espanha.

Segundo o jornal “Clarín”, o governo bancará US$ 2 milhões dos US$ 8 milhões necessários para a entrada do piloto na USF1. Um dos grandes incentivadores é o Ministro do Interior, Florencio Randazzo, velho apoiador do esporte-motor argentino.

Carreira de altos e baixos

Após competir no kart, José Maria estreou no automobilismo em 2001, competindo por dois anos no Europeu de Fórmula Renault 2000.

Em 2002, o piloto também disputou a Fórmula Renault Italiana, ficando com o título. Na disputa pela taça, “Pechito” superou ninguém menos que o polonês Robert Kubica. No ano seguinte, se associou a DAMS e obteve mais um título: o do Europeu de Fórmula Renault V6.

O ano de 2004 marcou a estréia do piloto na Fórmula 3000 Internacional, último passo àquela época para chegar à Fórmula 1. Obteve o sexto lugar no geral. Nas duas temporadas seguintes, competiu na GP2, mas não foi tão bem. Ainda assim, terminou sempre entre os dez melhores pilotos dos campeonatos.

Red Bull anuncia dupla reserva

Publicado: 26/01/2010 em Fórmula 1

Brendon Hartley vai testar pela RBR e STR em 2010

Enquanto alguns times ainda nem definiram suas duplas titulares, a Red Bull se adianta e divulga à imprensa o nome de seus dois pilotos de testes para a temporada de 2010 da Fórmula 1. Os escolhidos são Daniel Ricciardo e Brendon Hartley, ambos integrantes do programa de desenvolvimento de jovens talentos da empresa das bebidas energéticas.

Ricciardo é australiano e se destacou na última temporada por dominar amplamente a Fórmula 3 Inglesa. Já Hartley é neo-zelandês e durante a temporada de 2009 chegou a ser efetivado para esta mesma função, mas acabou decidindo se dedicar exclusivamente à disputa da Fórmula 3 Européia, onde venceu uma corrida. Em seu currículo, detém o título do Europeu de Fórmula Renault 2.0 de 2007. Ele também deve participar de testes da co-irmã Toro Rosso.

Ambos estiveram presentes nos testes dos novatos, realizados pela Fórmula 1 em dezembro passado, no circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha.

O "novo" circuito de Sakhir

Os pilotos e equipes da Fórmula 1 irão encontrar novidades logo na estréia da temporada 2010. O circuito de Sakhir, no Bahrein, teve seu traçado ampliado. A pista, que tinha 5,4km de extensão, passou para 6,3km.

A alteração removeu a curva 4 e incluiu oito novas exatamente naquele trecho. Só então os pilotos retornarão ao traçado original que, no restante, continua idêntico.

Segundo o administrador do circuito, Zayed Alzayani, este é o momento perfeito para evoluir o traçado com novos desafios e oportunidades de ultrapassagens, devido aos novos regulamentos.

O GP do Bahrein acontecerá no dia 14 de março e marcará o retorno de Michael Schumacher, além da estréia dos brasileiros Bruno Senna e Lucas di Grassi na categoria.

O museu da Mercedes, em Stuttgart, na Alemanha, foi palco da apresentação da nova equipe germânica de Fórmula 1. A montadora, que comprou a Brawn GP no final do ano passado, apresentou ao público nesta segunda-feira (25), numa rápida cerimônia transmitida ao vivo por uma emissora local, o novo layout e cores do carro, além dos pilotos Michael Schumacher e Nico Rosberg.

Chamou a atenção a presença do patrocínio da Petronas, petrolífera malaia que por anos estampou sua marca nos modelos da Sauber e da BMW na categoria. O carro exibido foi um BGP001, com algumas alterações, vestido com as cores branca, preta e prata, além do número 3 (o de Schumcher).

Curioso notar a ausência de Nick Heidfeld, recentemente anunciado como piloto de testes do esquadrão. Por outro lado, o evento contou com as presenças de Norbert Haug, representante da marca na F1 desde os tempos de McLaren, e Ross Brawn, dono da equipe predecessora.

Confira algumas fotos:

No vídeo abaixo, a história da Benetton na Fórmula 1 é contada. Confira e relembre momentos marcantes do passado:

Hirvonen é o atual vice-campeão do WRC

Mikko Hirvonen marcou positivamente a estréia do novo modelo Ford Fiesta S2000. Na primeira etapa da temporada de 2010 do IRC (Intercontinental Rally Challenge), o finlandês dominou amplamente a etapa de Monte Carlo, disputado entre os dias 19 e 23 deste mês.

Na verdade, Sebastien Ogier travou uma bela disputa com Hirvonen, mas acabou por abandonar a dois estágios do fim, com problemas mecânicos em seu Peugeot.

Assim, Juho Hanninen, da Skoda, completou a dobradinha finlandesa, com Nicolas Vouilloz, também da montadora tcheca, completando o pódio, em terceiro.

Atual campeão, o britânico Kris Meeke, da Peugeot, não completou a etapa, se acidentando logo no segundo estágio do primeiro dia de competições.

O único brasileiro na disputa, Daniel Oliveira, terminou na 20ª posição, correndo ao lado de Carlos del Barrio em um Peugeot. A próxima etapa do IRC será o Rally de Curitiba, marcado para acontecer entre os dias 4 e 6 de março, no mesmo fim de semana do WTCC.

Confira o resultado final em Monte Carlo e a classificação atualizada do campeonato:

1. Mikko Hirvonen (Ford), 4h32min58s5
2. Juho Hanninen (Skoda), a 1min51s4
3. Nicolas Vouilloz (Skoda), a 3min19s1
4. Stephane Sarrazin (Peugeot), a 7min25s5
5. Jan Kopecky (Skoda), a 8min48s7
6. Guy Wilks (Skoda), a 9min24s5
7. Bruno Magalhaes (Peugeot), a 9min45s4
8. Jean-Sebastien Vigion (Peugeot), a 13min33s5
9. Jaroslav Orsak (Skoda), a 21min16s6
10. Andrej Jereb (Peugeot), a 25min26s1

Classificação/Pilotos:

1 Mikko Hirvonen 10
2 Juho Hänninen 8
3 Nicolas Vouilloz 6
4 Stéphane Sarrazin 5
5 Jan Kopecky 4
6 Guy Wilks 3
7 Bruno Magalhães 2
8 Jean-Sébastien Vigion 1

Classificação/Montadoras:

1 Skoda 14
2 Ford 10
3 Peugeot 7

"Quick Nick" defendia a BMW desde 06

Nick Heidfeld é mais um piloto que se garantiu na temporada de 2010 da Fórmula 1. No entanto, o alemão experimentará uma nova sensação neste ano: trabalhar como piloto de testes.

Justamente na Mercedes, montadora que bancou sua carreira até seu ingresso na Fórmula 1. Heidfeld terá a companhia dos compatriotas Michael Schumacher e Nico Rosberg, titulares das flechas-de-prata.

Porém, se engana aquele que pensa se tratar de um passo para trás. Nick pode estar de olho na vaga do próprio Schumacher. Caso os testes do heptacampeão na pré-temporada não sejam dos mais empolgantes, não duvido que exista a possibilidade de abortar seu retorno, cabendo a Heidfeld ser promovido a titular.

Enfim o piloto teria um carro competitivo em mãos, capaz de dar a ele sua primeira vitória em GPs, que ele persegue desde 2000.

Títulos nas categorias de base

A carreira de Nick Heidfeld no automobilismo começou em 1994. Vindo do kart, foi logo campeão da Fórmula Ford Alemã 1600, sendo vice no ano seguinte na mesma categoria, mas na divisão 1800.

Em 1996, ficou em terceiro lugar da Fórmula 3 Alemã, faturando o título um ano depois, sempre pela Opel Team BSR. Também em 97, venceu a tradicional etapa de Mônaco de Fórmula 3.

Estréia na Fórmula 1

Tempos difíceis na Jordan

O ano de 1998 marcou o primeiro contato do alemão com um carro de F1. Heidfeld dividiu seu tempo entre test-drive da McLaren e a temporada regular da Fórmula 3000 Internacional. Foi vice-campeão, conquistando o título um ano depois.

Somente em 2000 foi promovido a titular da Fórmula 1, pela extinta Prost GP. No entanto, o carro era fraco e nenhum ponto foi assinalado.

Na temporada seguinte, assinou com a emergente Sauber, conquistando um pódio logo na terceira etapa, no Brasil. Totalizou 12 pontos e terminou em oitavo no geral. Em 2002, superou o então estreante Felipe Massa no duelo interno do time suíço. Já em 2003, o carro decepcionou e apenas seis pontos foram somados.

Sua carreira parecia tomar um rumo decadente ao assinar com a Jordan para 2004. De fato, o campeonato não foi dos melhores, dividindo as últimas filas do grid com a Minardi. No fim das contas, apenas três pontos e a 18ª colocação geral.

Mas a BMW, na época parceira da Williams, levou o piloto para Grove e o ano de 2005 marcou o ressurgimento de Heidfeld. Com direito a uma pole e um pódio no GP de Nurburgring, somou 28 pontos no certame, o que lhe garantiu uma vaga na equipe BMW, que comprara a Sauber para 2006.

De imediato, o alemão superou o ex-campeão Jacques Villeneuve, que acabou sendo demitido. Nas corridas finais daquela temporada, dividiu o time com Robert Kubica, aquele que seria seu parceiro até os dias de hoje.

O saldo, mais uma vez, foi positivo. Apesar de ver o polonês conquistar a única vitória do time (no GP do Canadá de 2008), Heidfeld o superou nos campeonatos de 2007 e 2009.

Valerio acerta com a Coloni para 2010

Publicado: 21/01/2010 em GP2

Valerio nos boxes da Piquet GP em 2009

Mais um brasileiro está confirmado na temporada de 2010 da GP2. É o mineiro Alberto Valerio, que assinou contrato com a italiana Coloni. Será sua terceira temporada completa na categoria.

Em 2009, Valerio competiu pela Piquet GP, vencendo a etapa de Silverstone, na Inglaterra, terminando em 15º na classificação geral do certame, com 16 pontos.

Curta carreira no automobilismo

Alberto Valerio começou em 2003 nos monopostos, na Dragão Motorsport, participando de quatro provas da Fórmula 3 Sul-Americana. Somou 11 pontos e terminou o ano em 18º.

No ano seguinte, foi contratado pela Cesario Junior, finalizando em sexto no geral. Só em 2005 faturou o título, com direito a quatro poles e igual número de vitórias, totalizando 113 pontos.

Na Europa desde 2006

Após o título da F3 Sudam, Valerio chegou a Europa para disputar a tradicional Fórmula 3 Inglesa em 2006, fechando a temporada numa modesta 11ª posição. No ano seguinte, subiu para oitavo no geral, deixando a categoria sem vitórias.

Em 2008, estreou na GP2 pela Durango, mas não pontuou.