Arquivo de agosto, 2009

Saleen da dupla Karl Wendlinger e Ryan Sharp

Saleen da dupla Karl Wendlinger e Ryan Sharp

A equipe K plus K venceu, mas não levou a quinta etapa do FIA GT, disputada neste domingo (30) em Hungaroring, na Hungria. Após a corrida, o modelo Saleen S7-R não passou na vistoria técnica e teve o resultado cassado. Seria a segunda vitória do time em 2009.

Assim, a dupla Michael Bartels/Andrea Bertolini, da equipe Vitaphone, herdou a vitória e assumiu a liderança do certame na categoria GT1.

Grande destaque para a equipe brasileira, a Sangari Team Brazil. A dupla Roberto Streit/Enrique Bernoldi chegou a liderar a prova e, com a desclassificação do Saleen, terminou em terceiro, somando mais seis pontos no campeonato.

Na GT2, terceira vitória do Porsche 997 GT3 RSR da ProSpeed Competition, com Emmanuel Collard/Richard Westbrook terminando em 7º na geral. Agora, a dupla está a apenas dois pontos dos líderes, Gianmaria Bruni/Toni Vilander (Ferrari), segunda na Hungria.

A próxima etapa acontece no dia 20 de setembro, no Algarve, em Portugal.

Confira o resultado final em Hungaroring e a classificação atualizada da GT1 e da GT2:

Pos Cl Pilotos Carro Tempo Voltas Diff. Vel.Média
1

1

GT1 Bertolini/Bartels Maserati MC 12 2:00:50.589 67   145.72
2

33

GT1 Pier Guidi/Bobbi Maserati MC 12 2:00:50.928 67 0.339 145.71
3

8

GT1 Bernoldi/Streit Corvette Z06 2:00:51.409 67 0.820 145.70
4

19

GT1 Maassen/Biagi Corvette Z06 2:00:55.307 67 4.718 145.62
5

4

GT1 Hezemans/Kumpen Corvette Z06 2:01:10.257 67 19.668 145.32
6

3

GT1 Longin/Ruffier Corvette Z06 2:01:05.766 66 1 LAP 143.24
7

60

GT2 Westbrook/Collard Porsche 911 GT3 RS (997) 2:01:30.890 65 2 LAPS 140.58
8

50

GT2 Bruni/Vilander Ferrari F430 2:01:32.051 65 2 LAPS 140.56
9

77

GT2 Ruberti/Malucelli Ferrari F430 2:01:46.800 65 2 LAPS 140.28
10

40

GT1 Kuppens/Leinders Ford GT (001 PT GT1) 2:01:57.020 65 2 LAPS 140.08
11

61

GT2 O’Young/Holzer Porsche 911 GT3 RS (997) 2:02:02.656 65 2 LAPS 139.97
12

51

GT2 Barba Lopez/Cadei Ferrari F430 2:00:24.066 64 3 LAPS 139.70
13

56

GT2 Bell/Kirkaldy Ferrari F430 2:00:27.711 64 3 LAPS 139.63
14

95

GT2 Russo/Perez Companc Ferrari F430 2:00:39.528 64 3 LAPS 139.40
15

55

GT2 Mullen/Niarchos Ferrari F430 2:00:57.658 64 3 LAPS 139.05
16

97

GT2 Ragginger/Lucchini Porsche 911 GT3 RS (997) 2:01:57.668 64 3 LAPS 137.91
17

78

GT2 Romanini/Heyer Ferrari F430 2:02:07.609 64 3 LAPS 137.73
18

59

GT2 Sugden/Ashburn Porsche 911 GT3 RS (997) 2:01:19.906 63 4 LAPS 136.46
19

18

GT1 Lacko/Nilsson Saleen S7 1:47:14.061 59 8 LAPS 144.60
20

44

GT1 Mutsch/Hirschi Ford GT (001 PT GT1) 2:02:01.840 59 8 LAPS 127.07
21

112

G2 Konopka/Studenic Saleen S7 2:02:32.198 48 19 LAPS 102.94
22

11

GT1 Lemeret/Hines Saleen S7 Twin Turbo 41:30.690 23 44 LAPS 145.58
23

2

GT1 Muller/Ramos Maserati MC 12 9:15.502 5 62 LAPS 141.70

Classificação GT1/Pilotos:

Pos

Name

Total

1

Michael Bartels

41

  Andrea Bertolini

41

2

Anthony Kumpen

37

  Mike Hezemans

37

3

Xavier Maassen

20

4

Bert Longin

19

  James Ruffier

19

5

Alessandro Pier Guidi

16

6

Miguel Ramos

15

  Alex Müller

15

7

Jos Menten

12

8

Stephane Lemeret

12

9

Guillaume Moreau

11

10

Karl Wendlinger

10

  Ryan Sharp

10

  Kurt Mollekens

10

11

Thomas Biagi

10

12

Vincent Vosse

8

  Carl Rosenblad

8

  Matteo Bobbi

8

13

Bas Leinders

7

  Renaud Kuppens

7

14

Roberto Streit

6

  Enrique Bernoldi

6

15

Adam Lacko

6

16

Mario Dominguez

5

  Alexandre Sarnes Negrao

5

  Stéphane Sarrazin

5

17

Oliver Gavin

4

  Maxime Soulet

4

  Luke Hines

4

18

Eric Van de Poele

3

  Thomas Mutsch

3

  Pedro Lamy

3

19

Markus Palttala

2

  Marc Hennerici

2

20

Max Nilsson

1

Classificação GT1/Equipes:

Pos

Name

Total

1

Vitaphone Racing Team

56

2

PK Carsport

37

3

Luc Alphand Aventures

20

4

Selleslagh Racing Team

19

5

Vitaphone Racing Team DHL

16

  K plus K Motorsport

16

6

Marc VDS Racing Team

7

7

Sangari Team Brazil

6

8

Full Speed Racing Team

4

9

Matech GT Racing

3

10

DKR Engineering

2

Classificação GT2/Pilotos:

1

Gianmaria Bruni

36

  Toni Vilander

36

2

Emmanuel Collard

34

  Richard Westbrook

34

3

Marco Holzer

21

4

Rob Bell

21

  Andrew Kirkaldy

21

5

Luis Perez Companc

20

6

Martin Ragginger

18

  Luigi Lucchini

18

7

Darryl O´Young

17

8

Niki Cadei

16

  Alvaro Barba Lopez

16

9

Chris Niarchos

13

  Tim Mullen

13

10

Matteo Malucelli

11

  Paolo Ruberti

11

11

Jaime Melo

10

12

Stefan Mücke

10

  Matias Russo

10

  Frédéric Makowiecki

10

13

Bryce Miller

8

14

Peter Kox

6

  Antonio Garcia

6

15

David Ashburn

6

16

Paul Van Splunteren

5

  Louis Machiels

5

  Niek Hommerson

5

  Raymond Coronel

5

  Jörg Bergmeister

5

17

Sean Edwards

4

18

Tim Sugden

3

  Chris Goodwin

3

  Phil Quaife

3

19

Stéphane Ortelli

2

20

Diego Romanini

1

  Patrick Long

1

  Kenneth Heyer

1

  Patrick Pilet

1

  Raymond Narac

1

Classificação GT2/Equipes:

1

AF Corse  

52

  Prospeed Competition  

52

2

CRS Racing  

34

3

Brixia Racing  

18

4

BMS Scuderia Italia  

12

5

Pecom Racing  

10

  Hexis Racing AMR  

10

6

Trackspeed  

6

7

IMSA Performance Matmut  

1

Classificação GT2/Montadoras:

1

Ferrari

104

2

Porsche

76

3

Aston Martin

10

Classificação/ Gentleman Drivers:

1

Chris Niarchos

36

2

Luis Perez Companc

26

3

David Ashburn

22

4

Jean-Claude Lagniez

6

David Brabham comemora

David Brabham

A dupla da Acura, David Brabham e Scott Sharp, venceu mais uma etapa na American Le Mans Series e praticamente assegurou o título na categoria LM P1.

Neste domingo (30), na etapa de Mosport, o destaque brasileiro foi mais uma vez o veterano Gil de Ferran. Em dupla com o francês Simon Pagenaud, conquistou o segundo posto.

Já na categoria GT2, Jaime Melo, que compete a bordo de uma Ferrari 430 GT, também foi o segundo colocado, em dupla com Pierre Kaffer. Vitória para a Chevrolet Corvette, que teve Jan Magnussen e Johnny O’Connell no banco dos pilotos.

O próximo evento da ALMS acontece em Atlanta, no dia 26 de setembro.

Confira o resultado final em Mosport e a classificação atualizada:

Pos  Cl   Pilotos                    Carro                     Tempo
1.  P1   Brabham/Sharp              Acura ARX 02a       2h45m03.171s
2.  P1   de Ferran/Pagenaud         Acura ARX 02a          +  1 voltas
3.  P2   Fernandez/Diaz             Acura ARX-01B          +  4 voltas
4.  P1   Field/Field                Lola B06/10            +  6 voltas
5.  P2   Leitzinger/Franchitti      Lola B09 86 Mazda      + 13 voltas
6.  GT2  Magnussen/O’Connell        Chevrolet Corvette     + 14 voltas
7.  GT2  Melo/Kaffer                Ferrari 430            + 14 voltas
8.  GT2  Beretta/Gavin              Chevrolet Corvette     + 15 voltas
9.  GT2  Henzler/Werner             Porsche 911 RSR        + 15 voltas
10.  GT2  Bergmeister/Long           Porsche 911 RSR        + 16 voltas
11.  GT2  Farnbacher/James           Panoz Esperante        + 16 voltas
12.  GT2  Law/van Overbeek           Porsche 911 RSR        + 16 voltas
13.  GT2  Feinberg/Hall              Dodge Viper            + 18 voltas
14.  GT2  Hand/Auberlen              BMW E92 M3             + 21 voltas
15.  GT2  Murry/Robertson/Robertson  Doran Ford GT-R        + 26 voltas
16.  GT2  Mueller/Milner             BMW E92 M3             + 60 voltas
17.  P1   Burgess/McMurry            Lola B06/10            + 68 voltas
18.  P2   Dyson/Smith                Lola B09 86 Mazda      + 88 voltas
DQ.  P2   van der Steur/Pecorari     Radical SR9                  –

Classificação LMP1/Pilotos:

1) David Brabham, 142 pontos

Scott Sharp, 142;

2) Gil de Ferran, 125;

Simon Pagenaud, 125;

3) Jon Field, 89;

Clint Field, 89;

4) Johnny Mowlem, 43;

Stefan Johansson, 43;

5) Chapman Ducote, 42;

6) Dindo Capello, 30;

Allan McNish, 30;

Tom Kristensen, 30;

7) Stephane Sarrazin, 26;

Franck Montagny, 26;

Sebastien Bourdais, 26;

8) Lucas Luhr, 23;

Marco Werner, 23;

Mike Rockenfeller, 23;

9) Pedro Lamy, 20;

Nicolas Minassian, 20;

Christian Klein, 20;

10) Dario Franchitti, 18;

Bryan Willman, 18;

Chris McMurry, 18;

11) Michael Lewis, 10;

Tony Burgess, 10;

Classificação LMP2/Pilotos:

1) Adrian Fernandez, 166 pontos

Luis Diaz, 166;

2) Butch Leitzinger, 107;

Marino Franchitti, 107;

3) Chris Dyson, 55;

Guy Smith, 55;

4) Greg Pickett, 29;

Klaus Graf, 29;

5) Gunnar van der Steur, 13;

Adam Pecorari, 13;

Classificação GT1/Pilotos:

1) Oliver Gavin, 46 pontos;

Olivier Beretta, 46;

2) Jan Magnussen, 30;

Johnny O’Connell, 30;

Antonio Garcia, 30;

3) Marcel Fässler, 26;

Classificação GT2/Pilotos:

1) Jörg Bergmeister, 138;

Patrick Long, 138;

2) Jamie Melo, 107;

Pierre Kaffer, 107;

3) Dominik Farnbacher, 68;

Ian James, 68;

4) Dirk Müller, 63;

Tommy Milner, 63;

5) Wolf Henzler, 61;

6) Seth Neiman, 49;

Jan Magnussen, 49;

Johnny O’Connell, 49;

7) Bill Auberlen, 44;

Joey Hand, 44;

8) Darren Law, 43;

9) Marc Lieb, 36;

10) Johannes van Overbeek, 32;

11) David Murry, 31;

12) Mika Salo, 30;

13) Andrea Robertson, 29;

Olivier Beretta, 29;

Oliver Gavin, 29;

14) Dirk Werner, 28;

15) Luis Companc, 26;

Mathias Russo, 26;

Gianmaria Bruni, 26;

Johannes Stuck, 26;

16) David Robertson, 25;

17) Richard Westbrook, 18;

18) Tracy Krohn, 16;

Nic Jonsson, 16;

Eric van de Poele, 16;

19) Joel Feinberg, 14;

Chris Hall, 14;

20) Richard Lietz, 13;

21) Bryce Miller, 11;

22) Lou Gigliotti, 10;

Eric Curran, 10;

23) Nicky Pastorelli, 8;

24) Martin Ragginger, 6;

Classificação Challenge Class/Pilotos:

1) Martin Snow, 70 pontos;

Melanie Snow, 70;

2) Wesley Hoaglund, 46;

Bob Faieta, 46;

3) Nick Parker, 37;

Donald Pickering, 37;

Carl Skerlong, 37;

4) Guy Cosmo, 26;

John Baker, 26;

5) Ed Brown, 24;

Bill Sweedler, 24;

6) Shane Lewis, 10;

Gerry Ventos, 10;

GP de Indianápolis – Corrida

Publicado: 31/08/2009 em MotoGP
Lorenzo: vitória nos EUA renovam esperanças de título

Lorenzo: vitória nos EUA renovam esperanças

Nada como um dia após o outro. Após cair e abandonar a etapa de Brno, na República Tcheca, há duas semanas atrás, Jorge Lorenzo chegou a declarar que a disputa pelo título estava encerrada.

Porém, o filme se repetiu em Indianápolis, neste domingo (30), só que desta vez com outro personagem. Na disputa pela vitória, Valentino Rossi, seu parceiro na Yamaha, perdeu a frente da moto na volta 10, levou um tombo e foi obrigado a abandonar a prova.

Antes, o líder Daniel Pedrosa, mais rápido em quase todos os treinos do fim de semana, também cometeu um erro e voltou à pista na última colocação. Pronto! O circo estava armado para o “show solo” de Lorenzo, que venceu sem ser incomodado. De quebra, baixou a diferença em 25 pontos para Rossi na disputa pelo título mundial, restando agora cinco etapas para o fim do campeonato.

Alex de Angelis foi o grande destaque da prova, condizindo sua limitada Gresini ao segundo posto, após largar de quarto e ser o mais veloz no treino de aquecimento pela manhã. Completando o pódio, o local Nicky Hayden, da Ducati. Campeão em 2006, o “Garoto de Kentucky” fez sua melhor apresentação à bordo da moto italiana, suprindo, em parte, a ausência do australiano Casey Stoner.

Hayden: primeiro pódio pela Ducati

Hayden: primeiro pódio pela Ducati

Pelos lados da equipe oficial da Honda, a HRC, a decepção só não foi maior por causa do quarto lugar alcançado pelo apagado Andrea Dovizioso. Pelo menos superou a dupla da Tech 3, Colin Edwards e James Toseland, que fecharam o Top 6.

Já Daniel Pedrosa, que parecia ter a vitória nas mãos, teve de se contentar com o 10º posto, após uma boa corrida de recuperação.

Na parte intermedária da grelha, boas disputas aconteceram. Loris Capirossi (Suzuki) conseguiu suportar o assédio de Mika Kallio (Ducati) na luta pelo sétimo posto, enquanto o estreante do dia, Aleix Espargaro, terminou em 13º, superando o húngaro Gabor Talmacsi, último dentre os que concluiram o percurso.

A próxima prova será em Misano, na República de San Marino, no dia 6 de setembro.

Confira o resultado final em Indinápolis e a classificação atualizada:

Pos  Piloto             Equipe             Tempo
1.  Jorge Lorenzo     Yamaha           47m13.592s
2.  Alex de Angelis   Gresini Honda    +   9.435s
3.  Nicky Hayden      Ducati           +  12.947s
4.  Andrea Dovizioso  Honda            +  13.478s
5.  Colin Edwards     Tech 3 Yamaha    +  26.254s
6.  James Toseland    Tech 3 Yamaha    +  32.408s
7.  Loris Capirossi   Suzuki           +  34.400s
8.  Mika Kallio       Ducati           +  34.856s
9.  Toni Elias        Gresini Honda    +  45.005s
10.  Daniel Pedrosa    Honda            +  45.377s
11.  Chris Vermeulen   Suzuki           +  45.478s
12.  Randy de Puniet   LCR Honda        +  52.294s
13.  Aleix Espargaro   Pramac Ducati    +1m03.552s
14.  Gabor Talmacsi    Scot Honda       +1m15.086s

Abandonos:
     Marco Melandri    Hayate Kawasaki   25
     Niccolo Canepa    Pramac Ducati     23
     Valentino Rossi   Yamaha            12

     Piloto                        Equipe                Volta

Volta mais rápida: Lorenzo, 1m40.152s

Classificação/Pilotos:

1 Valentino Rossi 212
2 Jorge Lorenzo 187
3 Casey Stoner 150
4 Daniel Pedrosa 141
5 Colin Edwards 123
6 Andrea Dovizioso 120
7 Alex de Angelis 88
8 Loris Capirossi 86
9 Randy de Puniet 84
10 Marco Melandri 79
11 Chris Vermeulen 77
12 Nicky Hayden 73
13 James Toseland 72
14 Toni Elías 70
15 Mika Kallio 42
16 Niccolò Canepa 32
17 Sete Gibernau 12
18 Gábor Talmácsi 10
19 Yuki Takahashi 9
20 Aleix Espargaró 3

Classificação/Construtores:

1 Yamaha 280
2 Honda 204
3 Ducati 182
4 Suzuki 109
5 Kawasaki 79
Itáliano é o recordista de vitórias em 2009

Itáliano é o recordista de vitórias em 2009

Marco Simoncelli não está mesmo para brincadeira. Neste domingo (30), em Indianápolis, nos EUA, conquistou a quarta vitória na temporada 2009 da 250cc, a segunda consecutiva, e se aproximou de vez dos líderes do certame, Hiroshi Aoyama e Álvaro Bautista, respectivamente segundo e terceiro colocados.

Mike di Meglio, que partiu da pole, ainda chegou no quarto lugar. O francês é o atual campeão da 125cc.

Companheiro de Simoncelli na Gilera, o veterano Roberto Locatelli foi muito festejado, após o quinto lugar conquistado. Já Hector Barbera vai ficando cada vez mais distante da luta pelo título. A sexta colocação de hoje foi pouco para um piloto que estará na MotoGP em 2010.

Destaque para o início de corrida do francês Jules Cluzel. O piloto da Aprilia pulou de quinto para a liderança na largada, mas acabou levando um tombo na sétima volta, quando era o segundo.

Na luta pelo título, Aoyama abriu mais quatro pontos sobre Bautista e totaliza 16 de vantagem. Porém, o atual campeão da categoria, Marco Simoncelli, se aproxima de ambos perigosamente, estando 27 pontos atrás do japonês.

A próxima etapa do certame acontece em Misano, na República de San Marino, no dia 6 de setembro.

Confira o resultado final e a classificação atualizada:

Pos  Piloto             Moto     Tempo
1.  Marco Simoncelli  Gilera   45m43.599s
2.  Hiroshi Aoyama    Honda    +   1.943s
3.  Alvaro Bautista   Aprilia  +   4.661s
4.  Mike Di Meglio    Aprilia  +  12.776s
5.  R.Locatelli       Gilera   +  15.475s
6.  Hector Barbera    Aprilia  +  19.471s
7.  Lukas Pesek       Aprilia  +  22.682s
8.  Hector Faubel     Honda    +  32.809s
9.  Thomas Luthi      Aprilia  +  49.321s
10.  Karel Abraham     Aprilia  +  49.845s
11.  Raffaele De Rosa  Honda    +  53.567s
12.  Alex Baldolini    Aprilia  +1m29.717s
13.  Valentin Debise   Honda    +1m37.837s
14.  Axel Pons         Aprilia  +1m46.672s
15.  Vladimir Leonov   Aprilia  +1m46.821s
16.  Balazs Nemeth     Aprilia  + 1 volta
17.  Imre Toth         Aprilia  + 1 volta
18.  Barrett Long      Yamaha   + 1 volta
19.  Adam Roberts      Yamaha   + 1 volta

Abandonos:
     R.Wilairot        Honda      23
     Alex Debon        Aprilia    18
     Jules Cluzel      Aprilia     7
     Mattia Pasini     Aprilia     5
     Bastien Chesaux   Honda       0

     Piloto             Moto     Volta

Volta mais rápida: Smith, 1m44.720s

Classificação/Pilotos:

1 Hiroshi Aoyama 192
2 Alvaro Bautista 176
3 Marco Simoncelli 165
4 Héctor Barberá 133
5 Mattia Pasini 100
6 Raffaele De Rosa 82
7 Hector Faubel 79
8 Roberto Locatelli 78
9 Thomas Luthi 74
10 Alex Debon 73
11 Mike Di Meglio 63
12 Lukas Pesek 53
13 Jules Cluzel 48
14 Ratthapark Wilairot 43
15 Karel Abraham 39
16 Gábor Talmácsi 28
17 Aleix Espargaró 22
18 Shoya Tomizawa 21
19 Alex Baldolini 21
20 Imre Toth 12
21 Shuhei Aoyama 10
22 Valentin Debise 9
23 Vladimir Leonov 8
24 Axel Pons 2
25 Balázs Németh 2
26 Toby Markham 2
27 Kazuki Watanabe 2
28 Bastien Chesaux 1
29 Steve Bonsey 1

Classificação/Construtores:

1 Aprilia 229
2 Honda 204
3 Gilera 172
4 Yamaha 2
Vitória da Derbi nos EUA

Vitória da Derbi nos EUA

O espanhol Pol Espargaro conquistou sua primeira vitória na 125cc. Neste domingo (30), no circuito de Indianápolis, nos EUA, o piloto da Derbi superou seus concorrentes da Aprilia na penúltima volta.

Nicolas Terol, que liderou toda a prova, se desconcentrou no final e foi ultrapassado pelo bloco da frente. Uma vez em quinto, ainda conseguiu dar o troco no líder do certame, Julian Simon, para finalizar em quarto.

O pódio foi completado por Bradley Smith e Simone Corsi. Apesar da vitória, a Derbi não conseguiu evitar o título da Aprilia entre os construtores, com cinco rodadas de antecipação.

Marc Marques foi o melhor representante da KTM, em sexto. Já Andrea Iannone, que venceu as duas primeiras etapas da temporada e despontou como um dos favoritos ao título, voltou a abandonar, na 20ª passagem.

A próxima etapa acontece em Misano, na República de San Marino, no dia 6 de setembro.

Confira o resultado final e a classificação atualizada:

Pos  Piloto             Moto     Tempo
1.  Pol Espargaro     Derbi    42m07.925s
2.  Bradley Smith     Aprilia  +   0.120s
3.  Simone Corsi      Aprilia  +   0.448s
4.  Nicolas Terol     Aprilia  +   1.613s
5.  Julian Simon      Aprilia  +   1.801s
6.  Marc Marquez      KTM      +  19.345s
7.  Stefan Bradl      Aprilia  +  19.358s
8.  Joan Olive        Derbi    +  25.611s
9.  Takaaki Nakagami  Aprilia  +  29.240s
10.  D.Agerter         Derbi    +  29.707s
11.  Daniel Webb       Aprilia  +  30.464s
12.  Jonas Folger      Aprilia  +  44.460s
13.  Luis Salom        Aprilia  +  44.549s
14.  Tomoyoshi Koyama  Loncin   +  45.328s
15.  Sergio Gadea      Aprilia  +  45.435s
16.  Michael Ranseder  Aprilia  +  45.479s
17.  Lorenzo Zanetti   Aprilia  +  45.998s
18.  Sandro Cortese    Derbi    +  53.791s
19.  Cameron Beaubier  KTM      +1m01.179s
20.  Esteve Rabat      Aprilia  +1m02.814s
21.  Efren Vazquez     Derbi    +1m14.891s
22.  Lukas Sembera     Aprilia  +1m16.320s
23.  Johann Zarco      Aprilia  +1m31.218s
24.  Luca Marconi      Aprilia  +1m31.569s
25.  Luca Vitali       Aprilia  +1m51.274s

Abandonos:

     Piloto             Moto     Volta
     Andrea Iannone    Aprilia    20
     R.Krummenacher    Aprilia    17
     Scott Redding     Aprilia    11
     Alexis Masbou     Loncin      7
     Ben Young         Aprilia     3
     Lorenzo Savadori  Aprilia     3
     Miles Thornton    Aprilia     1

Volta mais rápida: Smith, 1m49.039s

Classificação/Pilotos:

1 Julian Simon 185
2 Nicolas Terol 132.5
3 Bradley Smith 131.5
4 Sergio Gadea 112
5 Andrea Iannone 109.5
6 Pol Espargaró 104.5
7 Marc Márquez 74
8 Sandro Cortese 65
9 Jonas Folger 62
10 Stefan Bradl 62
11 Joan Olive 55
12 Dominique Ägerter 50.5
13 Simone Corsi 48
14 Scott Redding 45.5
15 Efrén Vazquez 32
16 Takaaki Nakagami 31
17 Daniel Webb 29.5
18 Johann Zarco 24.5
19 Lorenzo Zanetti 22
20 Esteve Rabat 19
21 Tomoyoshi Koyama 17
22 Luis Salom 16
23 Randy Krummenacher 15
24 Lorenzo Savadori 7
25 Marcel Schrötter 7
26 Jasper Iwema 3
27 Cameron Beaubier 3
28 Gregory Di Carlo 2
29 Marvin Fritz 2
30 Martin Glossop 2
31 Daniel Kartheininger 1

Classificação/Construtores:

1 Aprilia 257.5
2 Derbi 132
3 KTM 76
4 Loncin 17
5 Honda 14

GP de Indianápolis – Warm-up

Publicado: 31/08/2009 em MotoGP
De Angelis largará de quarto

Samarinês largará de quarto nos EUA

No treino de aquecimento da MotoGP em Indianápolis, na manhã deste domingo (30), Alex de Angelis, da Gresini, foi o mais rápido. Favorito destacado à vitória de logo mais, Daniel Pedrosa ficou em segundo. Pela primeira vez no fim de semana, o espanhol deixou de encabeçar uma sessão de treinos.

As Yamaha vieram na seqüência, com Jorge Lorenzo batendo Valentino Rossi pela terceira posição. Toni Elias, o outro piloto da Gresini, fechou o Top 5.

O local Nicky Hayden, campeão da categoria em 2006, se colocou em sexto, dando esperanças de uma prova competitiva à sua apaixonada torcida.

Destaque negativo para Andrea Dovizioso e Mika Kallio. O primeiro, companheiro de Pedrosa, não se encontrou no traçado norte-americano e figurou em nono. Já o finlandês, que substitui Casey Stoner na equipe oficial da Ducati, apareceu em 14º. Muito pouco para a moto vermelha, que se acostumou a lutar por vitórias com o australiano.

Por outro lado, as Suzuki também decepcionam. Pelo menos, Loris Capirossi, de contrato renovado, andou em 10º. Já Chris Vermeulen, que será substituido por Álvaro Bautista em 2010, foi o 16º e penúltimo, à frente apenas do novato Gabor Talmacsi.

Estreante do fim de semana, Aleix Esparagaro foi o 15º mais veloz com a Pramac.

Confira os tempos:

Pos  Piloto            Equipe             Tempo                Voltas
1.  Alex de Angelis  Gresini Honda    1m40.446s            12
2.  Dani Pedrosa     Honda            1m40.489s + 0.043s   12
3.  Jorge Lorenzo    Yamaha           1m40.717s + 0.271s   12
4.  Valentino Rossi  Yamaha           1m40.759s + 0.313s   12
5.  Toni Elias       Gresini Honda    1m41.308s + 0.862s   12
6.  Nicky Hayden     Ducati           1m41.352s + 0.906s   12
7.  Colin Edwards    Tech 3 Yamaha    1m41.436s + 0.990s   12
8.  Marco Melandri   Hayate Kawasaki  1m41.535s + 1.089s   12
9.  Andrea Dovizioso Honda            1m41.719s + 1.273s   12
10.  Loris Capirossi  Suzuki           1m41.990s + 1.544s   12
11.  Randy de Puniet  LCR Honda        1m42.260s + 1.814s   11
12.  Niccolo Canepa   Pramac Ducati    1m42.515s + 2.069s   11
13.  James Toseland   Tech 3 Yamaha    1m42.534s + 2.088s   11
14.  Mika Kallio      Ducati           1m42.547s + 2.101s   11
15.  Aleix Espargaro  Pramac Ducati    1m42.581s + 2.135s   12
16.  Chris Vermeulen  Suzuki           1m42.794s + 2.348s   10
17.  Gabor Talmacsi   Scot Honda       1m43.105s + 2.659s   12

GP da Bélgica – Corrida

Publicado: 31/08/2009 em Fórmula 1
Não parece, mas o vencedor foi Raikkonen, ao fundo

Não parece, mas o vencedor foi Kimi, ao fundo

Numa das corridas mais surpreendentes dos últimos tempos, a Fórmula 1 voltou a ver uma Ferrari no lugar mais alto do pódio neste domingo (30), em Spa-Francorchamps, na Bélgica. Largando da sexta posição, Kimi Raikkonen pulou para terceiro logo após a primeira curva, ultrapassando Robert Kubica para segundo depois da Eau-Rouge.

Foi quando o Safety-Car entrou na pista, graças a um múltiplo acidente que envolveu Romain Grosjean, Jenson Button, Jaime Alguersuari e Lewis Hamilton. Todos abandonaram.

Na relargada, Kimi passou o pole, Giancarlo Fisichella, sem dificuldades e se manteve na frente até o fim. O italiano da Force India fez a melhor corrida de sua carreira e se manteve sempre próximo à Ferrari. Porém, uma ultrapassagem foi impossível e ele teve de se contentar com o segundo lugar. Somou seus primeiros pontos no ano e os primeiros da equipe indiana na categoria.

Desde Damon Hill em 1997, com a Arrows, na Hungria, um piloto não me surpreendia tanto com um espetacular rendimento num carro sabidamente limitado.

O pódio acabou sendo completado por Sebastian Vettel, da Red Bull. O jovem alemão foi o grande vencedor na luta pelo título, uma vez que seu companheiro de equipe, Mark Webber, não pontuou, chegando novamente em nono (já havia terminado nesta posição no GP da semana passada, em Valência, na Espanha).

Button abandona: título começa a perigar

Button fora: título a perigo

Já os pilotos da Brawn não tiveram uma tarde muito feliz. Rubens Barrichello largou de quarto e chegou em sétimo, após ser prejudicado por um problema na embreagem na largada, que o fez cair para último lugar antes da primeira curva. Assim como na Austrália e na Turquia, o drama se repetiu e roubou pontos importantes do brasileiro no campeonato.

Mas ninguém vive pior momento que Jenson Button. O ainda líder do certame foi acertado pelo franco-suíço Romain Grosjean logo na primeira volta e abandonou. Pela primeira vez no ano, o britânico deixou de pontuar.

A Renault também ficou no zero, uma vez que Fernando Alonso, que vinha andando em terceiro numa excelente estratégia, foi prejudicado no pit-stop por uma calota danificada num toque na primeira curva após a largada. O artefato, completamente empenado, prejudicou a entrada de um novo pneu e, após voltar à pista na 13ª colocação, recebeu pelo rádio a ordem de sua equipe para voltar aos boxes e abandonar a disputa definitivamente.

O time francês foi superado pela BMW na classificação dos construtores e agora ocupa a oitava posição. Falando nos alemães, viveram o melhor fim de semana do ano, pelo menos no que diz respeito a resultados. Robert Kubica terminou em quarto, enquanto Nick Heidfeld veio na seqüência, fechando o Top 5.

Heikki Kovalainen foi outro que aproveitou as desistências de alguns medalhões para somar três pontinhos com o sexto lugar. O finlandês da McLaren seria pressionado por Rubens Barrichello no final da prova, mas o brasileiro foi obrigado a diminuir o ritmo por conta de uma fuga de óleo no motor Mercedes, que começou a fumar. Por sorte, não foi ameaçado por Nico Rosberg, que fechou a zona de pontos no oitavo lugar.

Barrichello teve uma prova cheia de percalços

Barrichello teve uma prova cheia de percalços

Decepção também para a Toyota. Jarno Trulli, após tocar na Ferrari de Raikkonen na primeira volta, quebrou o spoiler dianteiro, fez um pit extra e despencou na classificação. Nas voltas finais, a equipe recomendou que ele recolhesse aos boxes, devido a um desgaste acentuado dos freios. Já Timo Glock foi prejudicado com a bomba de gasolina no primeiro reabastecimento e terminou em décimo.

No mundial de pilotos, Jenson Button viu sua vantagem reduzir para 16 pontos com relação a Rubens Barrichello. Sebastian Vettel voltou a superar o parceiro de Red Bull, Mark Webber. Ambos seguem alimentando chances de título.

Nos construtores, a Brawn GP segue com boa folga na liderança, apesar de ter somado apenas dois pontos contra seis da RBR. A diferença entre ambas é de 23,5 pontos.

A próxima etapa do certame acontece no dia 13 de setembro, na histórica pista de Monza, na Itália.

Confira o resultado final em Spa e a classificação atualizada:

Pos  Piloto        Equipe                      Tempo
1.  Raikkonen     Ferrari               (B)  1h23:50.995
2.  Fisichella    Force India-Mercedes  (B)  +     0.939
3.  Vettel        Red Bull-Renault      (B)  +     3.875
4.  Kubica        BMW Sauber            (B)  +     9.966
5.  Heidfeld      BMW Sauber            (B)  +    11.276
6.  Kovalainen    McLaren-Mercedes      (B)  +    32.763
7.  Barrichello   Brawn-Mercedes        (B)  +    35.461
8.  Rosberg       Williams-Toyota       (B)  +    36.208
9.  Webber        Red Bull-Renault      (B)  +    36.959
10.  Glock         Toyota                (B)  +    41.490
11.  Sutil         Force India-Mercedes  (B)  +    42.636
12.  Buemi         Toro Rosso-Ferrari    (B)  +    46.106
13.  Nakajima      Williams-Toyota       (B)  +    54.241
14.  Badoer        Ferrari               (B)  +  1:38.177

Volta mais rápida: Vettel, 1:47.263

Abandonos:
Alonso        Renault               (B)    27
Trulli        Toyota                (B)    22
Button        Brawn-Mercedes        (B)    1
Grosjean      Renault               (B)    1
Hamilton      McLaren-Mercedes      (B)    1
Alguersuari   Toro Rosso-Ferrari    (B)    1

Piloto        Equipe                      Volta

Classificação/Pilotos:

1 Jenson Button 72
2 Rubens Barrichello 56
3 Sebastian Vettel 53
4 Mark Webber 51.5
5 Kimi Räikkönen 34
6 Nico Rosberg 30.5
7 Lewis Hamilton 27
8 Jarno Trulli 22.5
9 Felipe Massa 22
10 Heikki Kovalainen 17
11 Timo Glock 16
12 Fernando Alonso 16
13 Nick Heidfeld 10
14 Giancarlo Fisichella 8
15 Robert Kubica 8
16 Sébastien Buemi 3
17 Sébastien Bourdais 2

Classificação/Construtores:

1 Brawn/Mercedes 128
2 Red Bull/Renault 104.5
3 Ferrari 56
4 McLaren/Mercedes 44
5 Toyota 38.5
6 Williams/Toyota 30.5
7 BMW Sauber/BMW 18
8 Renault 16
9 Force India/Mercedes 8
10 Toro Rosso/Ferrari 5

O peso de cada um

Publicado: 31/08/2009 em Fórmula 1

Confira quanto cada piloto leva de peso total em seus carros para a largada do GP da Bélgica:

Pos  Piloto             Equipe                Peso (kg)
1.  Fisichella   Force India-Mercedes  648.0          
2.  Trulli       Toyota                656.5          
3.  Heidfeld     BMW-Sauber            655.0          
4.  Barrichello  Brawn-Mercedes        644.5          
5.  Kubica       BMW-Sauber            649.0          
6.  Raikkonen    Ferrari               655.0          
7.  Glock        Toyota                648.5          
8.  Vettel       Red Bull-Renault      662.5          
9.  Webber       Red Bull-Renault      658.0          
10.  Rosberg      Williams-Toyota       670.0          
11.  Sutil        Force India-Mercedes  678.5*         
12.  Hamilton     McLaren-Mercedes      693.5*         
13.  Alonso       Renault               684.4*         
14.  Button       Brawn-Mercedes        694.2*         
15.  Kovalainen   McLaren-Mercedes      697.0*         
16.  Buemi        Toro Rosso-Ferrari    685.0*         
17.  Alguersuari  Toro Rosso-Ferrari    704.5*         
18.  Nakajima     Williams-Toyota       706.1*         
19.  Grosjean     Renault               704.7*         
20.  Badoer       Ferrari               691.5*         
                                                       
* peso declarado pelas equipes

Van der Garde já foi piloto de testes na F1

Garde já foi test-driver na F1

Giedo van der Garde venceu pela segunda vez na GP2, neste domingo (30), em Spa-Francorchamps, na Bélgica. O piloto da iSport assumiu a dianteira logo na largada e triunfou sem ser ameaçado durante o percurso. O pole, Edoardo Mortara, abandonou após quatro voltas.

Melhor para a equipe brasileira Piquet GP, que alcançou mais um pódio na temporada, com o segundo lugar do espanhol Roldan Rodriguez. Diego Nunes, companheiro de Garde, ficou em terceiro, lavando a alma pela perda dos pontos na primeira prova, quando foi punido em 25s no tempo total de prova, por conta de um corte de chicane numa disputa de posição.

Quem obteve mais um bom resultado na categoria foi o mexicano Sergio Perez (4º), da Arden. Fechando a zona de pontos, Davide Rigon e Vitaly Petrov. O russo, da Barwa Addax, pouco aproveitou o abandono de Nico Hulkenberg e somou apenas um ponto. A vantagem do alemão já é de 27 pontos, restando apenas quatro etapas para o fim do campeonato.

Entre os construtores, a ART abriu 18 pontos sobre a Barwa e caminha para mais um título na GP2.

Já os demais brasileiros não se destacaram. Lucas di Grassi abandonou, enquanto Alberto Valerio chegou em 12º. 

A próxima etapa do certame acontece em Monza, na Itália, entre os dias 12 e 13 de setembro.

Confira o resultado final em Spa e a classificação da temporada:

1. G.van der Garde – iSport International 37:54.281
2. Roldan Rodriguez – Piquet GP , a 3.102
3. Diego Nunes – iSport International , a 4.998
4. Sergio Perez – Arden International , a 6.292
5. Davide Rigon – Trident Racing , a 13.809
6. Vitaly Petrov – Barwa Addax Team , a 17.459
7. Karun Chandhok – Ocean Racing Technology , a 18.800
8. Davide Valsecchi – Barwa Addax Team , a 20.039
9. Michael Herck – DPR , a 21.403
10. Javier Villa – Super Nova Racing , a 22.860
11. Kamui Kobayashi – DAMS , a 25.291
12. Alberto Valerio – Piquet GP , a 36.045
13. N.Panciatici – Durango , a 48.746
14. Ricardo Teixeira – Trident Racing , a 54.779

Abandonos:

Edoardo Mortara – Arden International , 4 voltas
Lucas Di Grassi – Racing Engineering , 4 voltas
Alvaro Parente – Ocean Racing Technology , 2 voltas
Pastor Maldonado – ART Grand Prix , 1 volta
Nico Hulkenberg – ART Grand Prix , 0 volta
Daniel Clos – Racing Engineering , 0 volta
J.D’Ambrosio – DAMS , 0 volta
Luca Filippi – Super Nova Racing , 0 volta

Classificação/Pilotos:

1 Nico Hülkenberg 83
2 Vitaly Petrov 56
3 Lucas Di Grassi 46
4 Romain Grosjean 45
5 Pastor Maldonado 36
6 Álvaro Parente 27
7 Luca Filippi 24
8 Giedo van der Garde 22
9 Sergio Pérez 22
10 Roldán Rodríguez 21
11 Jérôme D’Ambrosio 21
12 Andreas Zuber 20
13 Javier Villa 20
14 Alberto Valério 16
15 Edoardo Mortara 14
16 Kamui Kobayashi 10
17 Davide Valsecchi 10
18 Karun Chandhok 10
19 Diego Nunes 6
20 Davide Rigon 3

Classificação/Equipes:

1 ART Grand Prix 119
2 Barwa Addax Team 101
3 Fat Burner Racing Engineering 46
4 Super Nova Racing 44
5 Piquet GP 37
6 Ocean Racing Technology 37
7 Telmex Arden International 36
8 DAMS 31
9 iSport International 28
10 FMS International 20
11 Durango 10
12 Trident Racing 3

GP de Chicago – Corrida

Publicado: 30/08/2009 em Indy
O título cada vez mais perto de Ryan Briscoe

O título cada vez mais perto de Ryan Briscoe

Uma corrida bastante animada na noite deste sábado (29), em Chicago. A 15ª etapa da temporada da Fórmula Indy foi vencida pelo australiano Ryan Briscoe, por uma margem ínfima de 0,0077s para o segundo colocado, Scott Dixon. A corrida teve sempre boas disputas e ultrapassagens, com um bloco de oito a dez carros na luta pela vitória.

O brasileiro Mario Moraes, que depois da primeira parada de box assumiu a dianteira, terminou na terceira posição, faturando o primeiro pódio da carreira, aos 20 anos de idade.

Dario Franchitti, da Ganassi, que em nenhum momento teve o carro mais veloz da prova, ainda completou em quarto e manteve-se na briga pelo título. Já Graham Rahal fechou o Top 5, com uma condução consistente em seu Newman Haas Lanigan.

Entre os demais brasileiros, Raphael Matos terminou em nono e Tony Kanaan em 13º. Já Helio Castroneves foi classificado em 20º, apesar de abandonar a prova na volta de número 184, com uma quebra na suspensão.

Entre os pilotos, Ryan Briscoe leva 25 pontos sobre Dario Franchitti. No terceiro lugar geral, Scott Dixon tem 33 pontos a menos que o rival da Penske. Somente os três pilotos ainda lutam pelo título.

A próxima etapa acontece em Motegi, no Japão, no dia 19 de setembro. Será a penúltima prova do calendário, que se encerra em Homestead (Miami), em outubro.

Confira o resultado final em Chicago e a classificação atualizada:

Pos Piloto Equipe Diferença
1 Ryan Briscoe Penske Vencedor
2 Scott Dixon Ganassi + 0.0077s
3 Mario Moraes KV + 0.0699s
4 Dario Franchitti Ganassi + 0.0997s
5 Graham Rahal Newman/Haas + 0.1295s
6 Ed Carpenter Vision + 0.1668s
7 Oriol Servia Newman/Haas + 0.2612s
8 Tomas Scheckter D. & Reinbold + 0.2683s
9 Raphael Matos Luczo Dragon + 0.3356s
10 Justin Wilson Coyne + 0.4344s
11 Marco Andretti Andretti Green + 0.5224s
12 Danica Patrick Andretti Green + 0.5840s
13 Tony Kanaan Andretti Green + 0.8269s
14 Sarah Fisher Fisher + 1 volta
15 Ryan Hunter-Reay Foyt + 1 volta
16 Mike Conway D. & Reinbold + 1 volta
17 EJ Viso HVM + 2 voltas
18 Robert Doornbos HVM + 3 voltas
19 Jaques Lazier 3G + 5 voltas
20 Helio Castroneves Penske volta 184
21 Milka Duno D. & Reinbold volta 155
22 Dan Wheldon Panther volta 95
23 Hideki Mutoh Andretti Green volta 90

Classificação:

Brabham crava pole em Mosport

Publicado: 30/08/2009 em ALMS
David Brabham já passou pela Fórmula 1

David Brabham já passou pela Fórmula 1

Pela oitava etapa da temporada da American Le Mans Series, David Brabham cravou a pole-position, neste sábado (29), em Mosport.

O Acura, modelo dominador da categoria LM P1, ainda alinhará outo carro na segunda posição, com Simon Pagenaud e Gil de Ferran a bordo. A volta voadora foi conquistada pelo francês.

Na GT2, Jamie Melo, da Ferrari, começa da nona posição.

Confira o grid:

Pos  Cl   Piloto                    Carro                Tempo
1.  P1   Brabham/Sharp              Acura ARX 02a      1m05.323s
2.  P1   de Ferran/Pagenaud         Acura ARX 02a      1m05.397s
3.  P2   Leitzinger/Franchitti      Lola B09 86 Mazda  1m06.379s
4.  P1   Field/Field                Lola B06/10        1m06.764s
5.  P2   Dyson/Smith                Lola B09 86 Mazda  1m06.853s
6.  P2   Fernandez/Diaz             Acura ARX-01B      1m06.944s
7.  P1   Burgess/McMurry            Lola B06/10        1m10.613s
8.  P2   van der Steur/Pecorari     Radical SR9        1m11.391s
9.  GT2  Mueller/Milner             BMW E92 M3         1m17.528s
10.  GT2  Hand/Auberlen              BMW E92 M3         1m17.657s
11.  GT2  Beretta/Gavin              Corvette C6.R      1m17.959s
12.  GT2  Magnussen/O’Connell        Corvette C6.R      1m18.309s
13.  GT2  Bergmeister/Long           Porsche 911 RSR    1m18.361s
14.  GT2  Farnbacher/James           Panoz Esperante    1m18.778s
15.  GT2  Murry/Robertson/Robertson  Doran Ford GT-R    1m19.208s
16.  GT2  Feinberg/Hall              Dodge Viper        1m19.746s
17.  GT2  Melo/Kaffer                Ferrari 430
18.  GT2  Law/van Overbeek           Porsche 911 RSR    1m19.475s
19.  GT2  Henzler/Werner             Porsche 911 RSR

Maserati da equipe Vitaphone

Maserati MC12 da equipe Vitaphone

O mundial de FIA GT chega a sua quinta etapa na temporada 2009. E no circuito de Hungaroring, na Hungria, a disputa pela pole, na noite deste sábado (29), foi bastante apertada. O alemão Alex Muller, da Vitaphone Maserati, superou o compatriota Karl Wendlinger por 0,1s.

Já o brasileiro Enrique Bernoldi vai alinhar em terceiro, a bordo do Corvette Z06 da equipe brasileira Sangari Team Brazil.

Líder do certame, o italiano Andrea Bertolini classificou apenas na sexta posição.

Confira o grid:

Pos  Cl   Piloto         Carro              Tempo       Diferença
1.  GT1  Alex Muller         Maserati MC 12   1m41.815s
2.  GT1  Karl Wendlinger     Saleen S7        1m41.929s  + 0.114s
3.  GT1  Enrique Bernoldi    Corvette Z06     1m42.166s  + 0.351s
4.  GT1  Alex Pier Guidi     Maserati MC 12   1m42.375s  + 0.560s
5.  GT1  Xavier Maassen      Corvette Z06     1m42.563s  + 0.748s
6.  GT1  Andrea Bertolini    Maserati MC 12   1m42.870s  + 1.055s
7.  GT1  Mike Hezemans       Corvette Z06     1m43.255s  + 1.440s
8.  GT1  Bert Longin         Corvette Z06     1m43.520s  + 1.705s
9.  GT1  Adam Lacko          Saleen S7        1m44.092s  + 2.277s
10.  GT1  Stephane Lemeret    Saleen S7        1m44.551s  + 2.736s
11.  G2   Andrej Studenic     Saleen S7        1m45.399s  + 3.584s
12.  GT1  Thomas Mutsch       Ford GT          1m45.580s  + 3.765s
13.  GT1  Renaud Kuppens      Ford GT          1m46.545s  + 4.730s
14.  GT2  Richard Westbrook   Porsche 911 GT3  1m47.043s  + 5.228s
15.  GT2  Alvaro Barba Lopez  Ferrari F430     1m47.262s  + 5.447s
16.  GT2  Tim Mullen          Ferrari F430     1m47.347s  + 5.532s
17.  GT2  Gianmaria Bruni     Ferrari F430     1m47.405s  + 5.590s
18.  GT2  Martin Ragginger    Porsche 911 GT3  1m47.683s  + 5.868s
19.  GT2  Paolo Ruberti       Ferrari F430     1m47.797s  + 5.982s
20.  GT2  Matias Russo        Ferrari F430     1m47.866s  + 6.051s
21.  GT2  Tim Sugden          Porsche 911 GT3  1m47.884s  + 6.069s
22.  GT2  Andrew Kirkaldy     Ferrari F430     1m47.890s  + 6.075s
23.  GT2  Darryl O’Young      Porsche 911 GT3  1m48.067s  + 6.252s
24.  GT2  Diego Romanini      Ferrari F430     1m50.599s  + 8.784s

Daniel Herrington

Daniel Herrington

Daniel Herrington foi o grande vencedor da etapa deste sábado (29) da Indy Lights. A penúltima prova da temporada também definiu J.R. Hildebrand como o mais novo campeão da categoria. Mesmo largando de 13º, o norte-americano se aproveitou de algumas desistências e acidentes para galgar posições e conseguir os pontos necessários para consumar por antecipação o título.

O australiano James Davison ficou com a segunda posição e assumiu a vice-liderança da tabela de pontos, superando o colombiano Sebastian Saavedra, sexto hoje. O pódio foi completado pelo também estadunidense Andrew Prendeville.

Entre os brasileiros, Rodrigo Barbosa terminou em 10º, com seis voltas de desvantagem. Já Ana Beatriz e Mario Romancini abandonaram e foram classificados em 14º e 16º respectivamente.

Pole-position, Brandon Wagner foi obrigado a se retirar na volta de número 20, após receber um toque e ter sua suspensão dianteira danificada.

A temporada se encerra no dia 10 de outubro, no oval de Homestead, em Miami.

Confira o resultado final do Chicagoland 100 e a classificação atualizada:

1) Daniel Herrington (EUA), 67 voltas em 44min07s3016;
2) James Davison (AUS), a 0s0613;
3) Andrew Prendeville (EUA), a 0s2322;
4) Wade Cunningham (NZL), a 0s2976;
5) J.R. Hildebrand (EUA), a 0s4186;
6) Sebastian Saavedra (COL), a 0s4881;
7) Charlie Kimball (EUA), a 0s5027;
8) Martin Plowman (EUA), a 0s7413;
9) Pippa Mann (ING), a 3 voltas;
10) Rodrigo Barbosa (BRA), a 6 voltas;
11) Richard Philippe (FRA), a 33 voltas;
12) James Hinchcliffe (CAN), a 35 voltas;
13) Mike Potekhen (EUA), a 36 voltas;
14) Bia Figueiredo (BRA), a 36 voltas;
15) Brandon Wagner (EUA), a 47 voltas;
16) Mario Romancini (BRA), a 55 voltas.

Classificação:

1) J.R. Hildebrand (EUA), 503 pontos; – CAMPEÃO
2) James Davison (AUS), 416;
3) Sebastian Saavedra (COL), 411;
4) Wade Cunningham (NZL), 388;
5) James Hinchcliffe (CAN), 379;
6) Daniel Herrington (EUA), 365;
7) Mario Romancini (BRA), 342;
8) Bia Figueiredo (BRA), 320;
9) Andrew Prendeville (EUA), 293;
10) Charlie Kimball (EUA), 293;
11) Martin Plowman (EUA), 272;
12) Gustavo Yacaman (COL), 255;
13) Richard Philippe (FRA), 254;
14) Pippa Mann (ING), 213;
15) Rodrigo Barbosa (BRA), 175;
16) Ali Jackson (IRN), 172;
17) Jonathan Summerton, (EUA), 162;
18) Pablo Danoso (CHI), 147;
19) Junior Strous (HOL), 146;
20) Mike Potekhen (EUA), 125;
21) Jay Howard (ING), 123;
22) Stefan Wilson (ING), 112;
23) Felipe Guimarães (Bra), 107;
24) Sergey Mokshantsev (RUS), 92;
25) Brandon Wagner (EUA), 90;
26) Jesse Mason (CAN), 69;
27) Sean Guthrie (EUA), 46;
28) Dillon Battistini (ING), 15;
29) Jonathan Bomarito (EUA), 12;
30) Juan Pablo Garcia (MEX), 12;
31) Logan Gomez (EUA), 11;
32) Duncan Tappy (ING), 8 pontos.

Brandon Wagner

Brandon Wagner

Brandon Wagner surpreendeu e registrou sua primeira pole-position na Indy Lights. Neste sábado (29), no Chicagoland Speedway, o piloto foi o mais rápido na tomada oficial, superando o colombiano Sebastian Saavedra, segundo colocado da sessão e do campeonato.

E, falando em campeonato, o líder do certame, J.R. Hildebrand, não se achou na pista oval de Chicago e assinalou apenas o 13º tempo. O piloto terá dificuldades para garantir o título por antecipação na corrida de logo mais.

Entre os brasileiros, Mario Romancini parte de 10º, Ana Beatriz de 15º e Rodrigo Barbosa de 16º.

Confira o grid:

1. Brandon Wagner Hamilton/Kingdom 57.6140s 189.954mph
2. Sebastian Saavedra AFS/AGR 57.6176s 189.942mph
3. Wade Cunningham Schmidt 57.7751s 189.424mph
4. Mike Potekhen Alliance 57.9238s 188.938mph
5. Pippa Mann Panther 58.1201s 188.300mph
6. James Davison Vision 58.1368s 188.246mph
7. James Hinchcliffe Schmidt 58.1639s 188.158mph
8. Martin Plowman Panther 58.2013s 188.037mph
9. Daniel Herrington Herta 58.2844s 187.769mph
10. Mario Romancini RLR/Andersen 58.3272s 187.631mph
11. Charlie Kimball PBIR 58.5637s 186.873mph
12. Richard Philippe PBIR 58.6778s 186.510mph
13. JR Hildebrand AFS/AGR 59.5461s 183.790mph
14. Andrew Prendeville Moore 1m 01.5102s 177.922mph
15. Ana Beatriz Schmidt sem tempo
16. Rodrigo Barbosa ELFF sem tempo

Pedrosa acena após conquistar pole

Pedrosa acena após conquistar pole

Com direito à volta mais rápida do fim de semana, Daniel Pedrosa confirmou o favoritsmo e cravou a pole-position para o GP de Indianápolis da MotoGP. Neste sábado (29), durante a sessão classificatória, o espanhol da Honda foi o único a entrar na casa de 1:39s, superando em mais de 0,5s Jorge Lorenzo, segundo colocado.

Valentino Rossi, líder do certame, fecha a primeira fila do grid. Já Alex de Angelis confirmou o bom andamento da Gresini no treino livre da manhã e cravou o quarto melhor giro. Colin Edwards e Nicky Hayden completam a segunda fila.

Toni Elias, que não tem vaga assegurada na categoria no ano que vem, alinhará em sétimo, à frente de outro piloto da Honda, Andrea Dovizioso – decepção do dia, haja vista a performance do companheiro Pedrosa. Marco Melandri e James Toseland fecham o Top 10.

Pelos lados da Suzuki, a situação continua difícil. Loris Capirossi alcançou o 11º posto, enquanto Chris Vermeulen, que não teve seu contrato renovado para 2010, não passou do 14º lugar.

Estreante do fim de semana, Aleix Espargaro parte de 16º com a Pramac.

Confira o grid:

1. Dani Pedrosa Repsol Honda Team 1min 39.730 sec
2. Jorge Lorenzo Fiat Yamaha Team 1min 40.236 sec
3. Valentino Rossi Fiat Yamaha Team 1min 40.609 sec
4. Alex de Angelis San Carlo Honda Gresini 1min 40.620 sec
5. Colin Edwards Monster Yamaha Tech 3 1min 40.961 sec
6. Nicky Hayden Ducati Marlboro Team 1min 41.067 sec
7. Toni Elias San Carlo Honda Gresini 1min 41.283 sec
8. Andrea Dovizioso Repsol Honda Team 1min 41.309 sec
9. Marco Melandri Hayate Racing Team 1min 41.530 sec
10. James Toseland Monster Yamaha Tech 3 1min 41.620 sec
11. Loris Capirossi Rizla Suzuki MotoGP 1min 41.742 sec
12. Randy de Puniet LCR Honda MotoGP 1min 41.773 sec
13. Niccolo Canepa Pramac Racing 1min 41.910 sec
14. Chris Vermeulen Rizla Suzuki MotoGP 1min 42.038 sec
15. Mika Kallio Ducati Marlboro Team 1min 42.250 sec
16. Aleix Espargaro Pramac Racing 1min 42.577 sec
17. Gabor Talmacsi Scot Racing Team MotoGP 1min 42.736 sec

Pedrosa assombra a favorita Yamaha

Pedrosa assombra a favorita Yamaha

O espanhol Daniel Pedrosa começou este sábado (29) de forma dominadora. No segundo treino livre do fim de semana da MotoGP em Indianápolis, nos EUA, o piloto da Honda cravou 1:40.271s, superando em mais de 1s o compatriota Jorge Lorenzo, segundo colocado.

Pela Gresini, Alex de Angelis fez o terceiro tempo, à frente do líder da competição, Valentino Rossi. Fechando o Top 5, Colin Edwards, com outra Yamaha.

A pista seca desta vez ofereceu aos espectadores uma visão mais real da relação de forças atual da categoria. Prova disso foi a melhor Ducati em sétimo lugar, com o local Nicky Hayden, seguido do italiano Niccolo Canepa, da Pramac.

Aleix Espargaro, estreando na categoria principal neste fim de semana, colocou a outra Pramac na 14ª colocação.

Confira os tempos:

1. Daniel Pedrosa – Honda, 1m40.271s
2. Jorge Lorenzo – Yamaha, 1m41.286s
3. Alex de Angelis – Honda, 1m41.324s
4. Valentino Rossi – Yamaha, 1m41.389s
5. Colin Edwards – Yamaha, 1m41.459s
6. Andrea Dovizioso – Honda, 1m41.793s
7. Nicky Hayden – Ducati, 1m41.883s
8. Niccolo Canepa – Ducati, 1m42.380s
9. Mika Kallio – Ducati, 1m42.433s
10. Marco Melandri – Kawasaki, 1m42.460s
11. Loris Capirossi – Suzuki, 1m42.507s
12. Toni Elias – Honda, 1m42.603s
13. Chris Vermeulen – Suzuki, 1m42.665s
14. Aleix Espargaro – Ducati, 1m42.775s
15. Randy de Puniet – Honda, 1m42.815s
16. James Toseland – Yamaha, 1m43.131s
17. Gabor Talmacsi – Honda, 1m43.184s

Parente vence na Bélgica

Publicado: 30/08/2009 em GP2
Parente: primeira vitória da ORT

Parente: primeira vitória da ORT

O português Alvaro Parente confirmou o domínio do treino de sexta e venceu de ponta a ponta a etapa deste sábado (29) da GP2, em Spa Francorchamps, na Bélgica. Nem um safety-car, que reduziu a pó sua vantagem sobre o segundo colocado Nico Hulkenberg, foi capaz de ameaçar-lhe à vitória, confirmada na última volta, após outra intervenção do carro de segurança.

O brasileiro Lucas di Grassi completou o pódio, em terceiro. Já Diego Nunes, que terminou em quinto, acabou sofrendo uma punição ao final da prova e caiu para nono. Com isso, o italiano Edoardo Mortara foi alçado a oitava posição e largará na pole na corrida do domingo.

Outro brasileiro na disputa, Alberto Valerio se envolveu num acidente nas primeiras curvas e abandonou.

Na luta pelo título, o russo Vitaly Petrov sofreu uma quebra no motor e também não completou. O representante da Barwa Addax viu o rival da ART, Nico Hulkenberg, abrir mais oito pontos de vantagem na tabela de pontos.

Confira o resultado:

1. Alvaro Parente Ocean 25 voltas em 54m 12.997s
2. Nico Hulkenberg ART +00.943s
3. Lucas di Grassi Racing Engineering +03.179s
4. Pastor Maldonado ART +03.465s
5. Roldan Rodriguez Piquet GP +04.346s
6. Giedo van der Garde iSport +04.684s
7. Kamui Kobayashi DAMS +05.466s
8. Edoardo Mortara Arden +05.969s
9. Diego Nunes iSport +29.102s*
10. Dani Clos Racing Engineering +32.312s*
11. Nelson Panciatici Durango +35.471s*
12. Stefano Coletti Durango +2 voltas [abandonou]
13. Javier Villa Super Nova +3 voltas

Abandonos:

Jérôme d’Ambrosio DAMS 20 voltas
Luca Filippi Super Nova 13 voltas
Davide Valsecchi Addax 13 voltas
Karun Chandhok Ocean 7 voltas
Davide Rigon Trident 7 voltas
Vitaly Petrov Addax 6 voltas
Alberto Valerio Piquet GP 0 voltas
Sergio Perez Arden 0 voltas
Michael Herck DPR 0 voltas
Ricardo Teixiera Trident 0 voltas

Não Largaram:

Andreas Zuber Coloni 
Luiz Razia Coloni
Franck Perera DPR

Volta mais rápida:

Alvaro Parente Ocean 1m 57.468s – volta 10

[* punidos em 25s no tempo total de prova]

Quarta pole na carreira de Fisichella

Quarta pole na carreira de Fisichella

Giancarlo Fisichella protagonizou uma das maiores zebras da história da Fórmula 1. Neste sábado (29), na sessão oficial de treinos para o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps, o italiano cravou uma chocante pole-position, a primeira de sua equipe, a Force India, na categoria. O piloto romano não largava na frente desde o GP da Malásia de 2006, quando ainda defendia a Renault.

Jarno Trulli, com uma competitiva Toyota, foi o segundo mais rápido, seguido de outra surpresa: Nick Heidfeld, da limitada BMW.

Rubens Barrichello, da Brawn, foi o grande vencedor da jornada, aplacando um quarto posto, à frente de todos os seus concorrentes diretos pelo título mundial. Robert Kubica e Kimi Raikkonen, nesta ordem, completam o Top 6.

Já a quarta fila será formada exclusivamente pelos alemães Timo Glock e Sebastian Vettel, que superou o parceiro de Red Bull, Mark Webber (9º). Nico Rosberg, da Williams, foi o último dentre aqueles que se classificaram à Super Pole.

Curioso o grupo de pilotos eliminados no Q2: Além do franco atirador Adrian Sutil, ficaram pelo caminho Lewis Hamilton, Fernando Alonso, Jenson Button e Heikki Kovalainen.

Quem segue fazendo vergonha é Luca Badoer. Mais uma vez, largará da última posição. Periga perder a vaga de titular justamente no próximo GP, sua corrida de casa, em Monza, na Itália.

Confira o grid:

Pos. Piloto Equipe Q1 Q2 Q3
1. Giancarlo Fisichella Force India 1min45s102 1min44s667 1min46s308
2. Jarno Trulli Toyota 1min45s140 1min44s503 1min46s395
3. Nick Heidfeld BMW 1min45s566 1min44s709 1min46s500
4. Rubens Barrichello Brawn 1min45s237 1min44s834 1min46s513
5. Robert Kubica BMW 1min45s655 1min44s557 1min46s586
6. Kimi Raikkonen Ferrari 1min45s579 1min44s953 1min46s633
7. Timo Glock Toyota 1min45s450 1min44s877 1min46s677
8. Sebastian Vettel Red Bull 1min45s372 1min44s592 1min46s761
9. Mark Webber Red Bull 1min45s350 1min44s924 1min46s788
10. Nico Rosberg Williams 1min45s486 1min45s047 1min47s362
11. Adrian Sutil Force India 1min45s239 1min45s119
12. Lewis Hamilton McLaren 1min45s767 1min45s122
13. Fernando Alonso Renault 1min45s707 1min45s136
14. Jenson Button Brawn 1min45s761 1min45s251
15. Heikki Kovalainen McLaren 1min45s705 1min45s259
16. Sebastien Buemi Toro Rosso 1min45s951
17. Jaime Alguersuari Toro Rosso 1min46s032
18. Kazuki Nakajima Williams 1min46s307
19. Romain Grosjean Renault 1min46s359
20. Luca Badoer Ferrari 1min46s957
BMW mostra força na manhã de sábado em Spa

BMW mostra força na manhã de sábado em Spa

Como de hábito, muitas surpresas no terceiro treino livre da Fórmula 1. Neste sábado (29), Nick Heidfeld cravou a volta mais rápida do fim de semana em Spa-Francorchamps, na Bélgica. Jarno Trulli, da Toyota, manteve-se competitivo, andando no ritmo do tedesco e aplacando a segunda posição.

Adrian Sutil, mais veloz na manhã de sábado em Valência, desta vez fez o terceiro tempo, comprovando a evolução da Force India na atual temporada. Mas o que vem chamando a atenção é a velocidade de Romain Grosjean, que voltou a superar Fernando Alonso em uma sessão de treinos. O franco-suíço posicionou seu R29 em quarto, 13 posições à frente do parceiro bicampeão mundial.

Timo Glock, com a outra Toyota, fechou o Top 5. O time nipo-germânico vem se mostrando o mais competitivo no traçado belga até aqui.

Destaque também para Robert Kubica, em sexto. Depois de um início de ano promissor, na Austrália, o polonês jamais teve a chance de um resultado tão bom.

Chefes de equipes passeiam pelo paddock

Chefes de equipes passeiam pelo paddock

Já Nico Rosberg (7º) manteve a Williams entre os primeiros, se colocando à frente de Giancarlo Fisichella. Lewis Hamilton e Jenson Button, a exemplo da jornada de ontem, fecharam nesta ordem o Top 10.

Pelos lados da Ferrari, Kimi Raikkonen apareceu em 11º, enquanto Luca Badoer (18º) permanece fiel às últimas colocações.

Na disputa pelo título, Rubens Barrichello foi um apagado 16º, enquanto as Red Bull de Mark Webber e Sebastian Vettel figuraram em 14º e 20º respectivamente.

No caso do australiano, deu apenas três voltas e quebrou o motor. Mais um problema para a equipe das bebidas energéticas, que vai se complicando para se manter na perseguição à Brawn GP na tabela de pontos.

No geral, foi um treino bastante confuso, no qual não podemos tirar muitas conclusões do que pode vir a ser a sessão oficial de logo mais.

Confira os tempos:

Pos  Piloto        Equipe                      Tempo              Voltas
1.  Heidfeld      BMW Sauber           (B)  1:45.388           17
2.  Trulli        Toyota               (B)  1:45.462 + 0.074   18
3.  Sutil         Force India-Mercedes (B)  1:45.677 + 0.289   20
4.  Grosjean      Renault              (B)  1:45.878 + 0.490   18
5.  Glock         Toyota               (B)  1:45.908 + 0.520   18
6.  Kubica        BMW Sauber           (B)  1:45.987 + 0.599   18
7.  Rosberg       Williams-Toyota      (B)  1:46.040 + 0.652   19
8.  Fisichella    Force India-Mercedes (B)  1:46.114 + 0.726   21
9.  Hamilton      McLaren-Mercedes     (B)  1:46.301 + 0.913   17
10.  Button        Brawn GP-Mercedes    (B)  1:46.406 + 1.018   20
11.  Raikkonen     Ferrari              (B)  1:46.409 + 1.021   19
12.  Buemi         Toro Rosso-Ferrari   (B)  1:46.417 + 1.029   19
13.  Kovalainen    McLaren-Mercedes     (B)  1:46.462 + 1.074   17
14.  Vettel        Red Bull-Renault     (B)  1:46.747 + 1.359   14
15.  Alguersuari   Toro Rosso-Ferrari   (B)  1:46.814 + 1.426   22
16.  Barrichello   Brawn GP-Mercedes    (B)  1:46.815 + 1.427   19
17.  Alonso        Renault              (B)  1:46.926 + 1.538   14
18.  Badoer        Ferrari              (B)  1:47.055 + 1.667   20
19.  Nakajima      Williams-Toyota      (B)  1:47.078 + 1.690   19
20.  Webber        Red Bull-Renault     (B)  Sem tempo             3

GP de Chicago – Treino Livre 2

Publicado: 29/08/2009 em Indy

Ryan Briscoe segue barbarizando os tempos no Chicagoland Speedway, onde neste fim de semana será disputada a 15ª etapa da Fórmula Indy. Nesta sexta-feira (28), na última sessão livre, o australiano cravou 25,1525s, a melhor passagem do dia.

Dario Franchitti segue como o adversário mais respeitável, em segundo. Já Mario Moraes, da limitada KV, surpreendeu com o terceiro posto, à frente do atual campeão Scott Dixon. Graham Rahal, que vem consistentemente entre os primeiros em todos os treinos, desta vez fechou o Top 5.

Os demais brasileiros não foram tão bem. Tony Kanaan ficou em oitavo, Helio Castroneves em 12º e Raphael Matos em 18º.

Ficou claro, no entanto, que alguns pilotos treinaram com pouco combustível, enquanto alguns fortes concorrentes simularam corrida com tanques cheios.

Confira os tempos:

1 Ryan Briscoe
AUS Penske 25.1525
2 Dario Franchitti
ESC Ganassi 25.1697 +0.0172
3 Mario Moraes
BRA KV 25.1740 +0.0215
4 Scott Dixon
NZL Ganassi 25.2305 +0.0780
5 Graham Rahal
EUA Newman/Haas/Lanigan 25.2888 +0.1363
6 Dan Wheldon
ING Panther 25.2925 +0.1400
7 Marco Andretti
EUA Andretti Green 25.3551 +0.2026
8 Tony Kanaan
BRA Andretti Green 25.3734 +0.2209
9 Ed Carpenter
EUA Vision 25.3891 +0.2366
10 Oriol Servià
ESP Newman/Haas/Lanigan 25.4286 +0.2761
11 Tomas Scheckter
AFS Dreyer & Reinbold 25.4591 +0.3066
12 Helio Castroneves
BRA Penske 25.4858 +0.3333
13 Mike Conway
ING Dreyer & Reinbold 25.4962 +0.3437
14 Justin Wilson
ING Dale Coyne 25.5051 +0.3526
15 Danica Patrick
EUA Andretti Green 25.5307 +0.3782
16 Ernesto Viso
VEN HVM 25.5335 +0.3810
17 Hideki Mutoh
JAP Andretti Green 25.5902 +0.4377
18 Raphael Matos
BRA Luczo Dragon 25.6038 +0.4513
19 Ryan Hunter-Reay
EUA Foyt 25.6160 +0.4635
20 Sarah Fisher
EUA Sarah Fisher 25.6752 +0.5227
21 Milka Duno
VEN Dreyer & Reinbold 25.7810 +0.6285
22 Jaques Lazier
EUA 3G 25.8255 +0.6730
23 Robert Doornbos
HOL HVM 25.9005 +0.7480