GP da Malásia 2010 – Corrida

Publicado: 04/04/2010 em Fórmula 1

Performance dominadora de Sebastian Vettel

Enfim, a Red Bull demonstrou porque é a grande favorita aos títulos de pilotos e construtores da Fórmula 1 em 2010. No GP da Malásia deste domingo (4), disputado com sol e piso seco no circuito de Kuala Lumpur, em Sepang, a equipe dos energéticos aplacou uma impiedosa dobradinha.

Sebastian Vettel partiu da terceira posição como um foguete para assumir a ponta ainda na primeira curva, superando seu parceiro Mark Webber e o representante da Mercedes, Nico Rosberg. Ambos completaram, nesta ordem, o pódio da prova.

Em mais uma tocada consistente, Robert Kubica levou seu bom Renault R30 ao quarto lugar, somando mais doze pontos. Em nenhum momento o polonês permitiu Rosberg desgarrar muito, comprovando que o modelo francês deve continuar incomodando as quatro principais equipes da categoria.

Mas a grande disputa do GP ficou localizada nas posições intermediárias. Com as duplas de Ferrari e McLaren partindo do fundo do grid, a reação de seus pilotos chamou a atenção de todos. Lewis Hamilton, por exemplo, teve um início fulminante, fazendo ultrapassagens e se colocando na sexta posição.

Ferrari e McLaren: coadjuvantes do GP

O britânico recebeu uma bandeira de advertência dos fiscais, após mudar de direção três vezes numa disputa com Vitaly Petrov, da Renault. Voltas depois, ficou preso atrás de Adrian Sutil, da Force India, encerrando sua reação na prova.

É importante destacar aqui o bom andamento da equipe indiana e do piloto alemão. O quinto lugar de hoje, à frente da McLaren, mostra que o time de Vijay Mallya é aquele que mais cresceu desde o ano passado, se colocando atualmente firmemente no meio do pelotão.

Um pouco mais atrás, Felipe Massa venceu o duelo com Jenson Button pela sétima colocação. Parceiro do brasileiro na Ferrari, Fernando Alonso teve um dia bastante difícil. O espanhol sofreu com um problema no câmbio durante boa parte da prova.

Nas voltas finais, ao tentar ultrapassar Button na curva 1, o bicampeão espalhou demais e ainda teve um estouro de seu motor. Com o abandono, Alonso deixa de conquistar dois pontos importantíssimos, passando a liderança do certame a Massa.

Jaime Alguersuari (Toro Rosso) e Nico Hulkenberg (Williams), nesta ordem, completaram o Top 10 e marcaram seus primeiros pontos no campeonato e na carreira.

Festa no pódio de Sepang

Entre os demais brasileiros, Rubens Barrichello completou em 12º, com uma volta de desvantagem para o vencedor. O piloto teve um problema com a embreagem na largada, ficando parado e caindo para a última posição. Em que pese uma boa prova de recuperação, perdeu uma boa chance de marcar mais pontos.

Já Lucas di Grassi (Virgin) completou sua primeira corrida na Fórmula 1, bem como Bruno Senna (Hispania).

Destaque negativo para a Sauber, que abandonou com seus dois carros por conta de quebras dos motores Ferrari. Pedro de la Rosa, inclusive, nem conseguiu largar, sucumbindo ainda na volta de apresentação.

Outro que não teve vida longa no GP foi o heptacampeão Michael Schumacher. O alemão da Mercedes vinha num bom ritmo, após pular para sexto na largada, mas um problema na roda traseira esquerda obrigou o piloto a desistir na 10ª volta.

Entre os pilotos, Massa soma 39 pontos, levando dois de vantagem para Vettel e Alonso. Button e Rosberg tem 35, Lewis Hamilton 31 e Robert Kubica 30. Sem dúvida, é o início de campeonato mais equilibrado da história.

Nos construtores, a Ferrari sustenta a liderança com 76 pontos. A McLaren vem em segundo com 66, seguido da Red Bull, que soma 61.

A próxima etapa acontece no dia 18 de abril, em Xangai, na China.

Confira o resultado final na Malásia e a classificação atualizada:

Pos  Driver       Team                  Tempo/Dif.
 1.  Vettel       Red Bull-Renault      56 voltas em 1h33m48s412
 2.  Webber       Red Bull-Renault      + 4.8s
 3.  Rosberg      Mercedes              + 13.5s
 4.  Kubica       Renault               + 18.5s
 5.  Sutil        Force India-Mercedes  + 21.0s
 6.  Hamilton     McLaren-Mercedes      + 23.4s
 7.  Massa        Ferrari               + 27.0s
 8.  Button       McLaren-Mercedes      + 37.9s
 9.  Alguersuari  Toro Rosso-Ferrari    + 1m10.6s
10.  Hulkenberg   Williams              + 1m13.3s
11.  Buemi        Toro Rosso-Ferrari    + 1m18.9s
12.  Barrichello  Williams-Cosworth     + 1 volta
13.  Alonso       Ferrari               + 2 voltas
14.  Di Grassi    Virgin-Cosworth       + 3 voltas
15.  Chandhok     Hispania-Cosworth     + 3 voltas
16.  Senna        Hispania-Cosworth     + 4 voltas
17.  Trulli       Lotus-Cosworth        + 5 voltas

Abandonos:

     Kovalainen   Lotus-Cosworth        46 voltas
     Petrov       Renault               32 voltas
     Liuzzi       Force India-Mercedes  12 voltas
     Schumacher   Mercedes              9 voltas
     Kobayashi    Sauber-Ferrari        8 voltas
     Glock        Virgin-Cosworth       2 voltas
     De la Rosa   Sauber-Ferrari        0 voltas

Volta mais rápida: Webber, 1m37.054s

Classificação:

Pilotos:                   Construtores:
 1.  Massa         39       1.  Ferrari                    76
 2.  Vettel        37       2.  McLaren-Mercedes           66
 3.  Alonso        37       3.  Red Bull-Renault           61
 4.  Button        35       4.  Mercedes                   44
 5.  Rosberg       35       5.  Renault                    30
 6.  Hamilton      31       6.  Force India-Mercedes       18
 7.  Kubica        30       7.  Williams-Cosworth           6
 8.  Webber        24       8.  Toro Rosso-Ferrari          2
 9.  Sutil         10
10.  Schumacher     9
11.  Liuzzi         8
12.  Barrichello    5
13.  Alguersuari    2
14.  Hulkenberg     1
Anúncios
comentários
  1. Luiz Sergio disse:

    Ylan, penso que a FIA não poderia ficar omissa com o grave comportamento do Lewis, para mim a bandeira que ele recebeu é a bandeira da impunidade, coisa comum de ver tanto para o Hamilton, como para essa fedor-ração desleal.

    Não sei se você vai concordar comigo, vejo que o carro do Massa, a muito não está 100%, parece que o Felipe tem feito os pontos necessários, mais está faltando algo no seu carro???

    Em um piloto tão experiente, será que os problemas de largada, é alguma falha do piloto Rubinho?

    Está bonito ver as ultrapassagens na garra e também os trocos dessas ultrapassagens!

  2. Ester disse:

    Bem, parabéns para quem conseguiu se recuperar na corrida, em especial a turma da Ferrari e Mc Laren que saiu lá de casa. Mas o Tio Domi vai ter que dar uma conferida nesses motores Ferrari, foi uma pena a Sauber não ter conseguido receber a bandeira quadriculado com nenhum dos seus carros, é uma simpática equipe, que tá penando bastante no início desse mundial.
    Mas, vem mais corridas por aí,
    Abraço,
    Deus abençoe vocês!

  3. marcelonso disse:

    Ylan,

    Corrida morna,que comprova na prática tudo o que se esperava da Red Bull,se não quebrar leva!
    Vejam como são as coisas,não fosse a cagada de Ferrari e McLaren na classificação,as disputas certamente seriam poucas.

    Quanto a manobra de Hamilton realmente foi ilegal,mas que foi divertido,isso foi.

    abraço

  4. Carol disse:

    Passando para desejar uma Feliz Páscoa!!!
    Gostei do Vettel ter ganho, do Alonsito (hehe) ter abandonado… Queria chuva, ela não veio, mas gostei da corrida.

    Abraços!

  5. Ylan Marcel disse:

    Ester,

    Definitivamente, está difícil engolir os motores da Ferrari neste início de ano…
    Obrigado pela sua presença e comentário aqui no blog. Continue voltando!

  6. Ylan Marcel disse:

    Obrigado Luiz, Marcelonso e Carol. Feliz Páscoa para todos vocês tb!

  7. Ylan Marcel disse:

    Luiz,

    Também estou com esta impressão de que o Massa não está 100% a vontade no F10. Parece que Alonso se adaptou mais rapidamente. Quanto ao Barrichello, ele disse que foi um problema na embreagem, entrou ponto morto e ele ficou parado. Mas ele afirmou que não tem nada a ver com os problemas enfrentados por ele no ano passado, na Brawn. Aquele abraço!

  8. Luiz Sergio disse:

    Ylan, muito obrigado, vou ficar um pouco mais tranquilo, não podia admitir uma falha do Rubinho, depois de tantos anos na F1.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s