GP da Austrália 2010 – Corrida

Publicado: 28/03/2010 em Fórmula 1

Jenson Button repete vitória de 2009

Numa corrida que começou com chuva e terminou em pista seca, Jenson Button venceu pela primeira vez na temporada 2010 da Fórmula 1.

O GP da Austrália, disputado no circuito do Albert Park, em Melbourne, neste domingo (28), ainda teve o polonês Robert Kubica (Renault) em segundo e Felipe Massa (Ferrari) em terceiro, formando um pódio inesperado.

Fernando Alonso, companheiro de Massa, segurou uma forte pressão de Lewis Hamilton nas voltas finais, assegurando assim a quarta posição e a liderança do certame. Já o britânico foi acertado por Mark Webber – numa tentativa de ultrapassar Alonso –  e acabou caindo para a sexta posição. O australiano completou em nono.

Os quatro primeiros colocados tiveram o mérito de trocar pneus apenas uma vez, substituindo os compostos intermediários pelos slicks macios assim que a chuva cessou. Hamilton e Webber optaram por uma segunda troca e vieram num ritmo muito mais forte no final de prova.

Porém, a quinta colocação acabou caindo no colo de Nico Rosberg, que se aproveitou do choque entre esses dois pilotos.

Um pouco mais atrás, Vitantonio Liuzzi concluiu em sétimo, com Rubens Barrichello colado no italiano, em oitavo. Force India e Williams vem se destacando neste início de campeonato entre as equipes médias, pontuando com consistência.

Massa supera Alonso e sobe no pódio

Por sua vez, Michael Schumacher completou a zona de pontos, em 10º. Foi mais uma atuação sem brilho do heptacampeão, que ficou boa parte da corrida atrás do jovem Jaime Alguersuari, da STR. A ultrapassagem veio a muito custo, com direito a toques de rodas. Por fim, o espanhol teve de se contentar com o 11º lugar, sem pontos.

Seu compatriota, Pedro de la Rosa, levou a Sauber em 12º, o último na volta do líder. Heikki Kovalainen (Lotus) e Karun Chandhok (Hispania) foram os últimos, respectivamente a duas e quatro voltas do vencedor.

Destaque negativo para a Red Bull, que perdeu mais uma boa chance de vitória. Depois do problema no escapamento do motor Renault, no Bahrein, Sebastian Vettel sofreu uma falha nos freios que o deixou preso na caixa de brita, depois de liderar com certa folga a prova. Repetiu-se o filme de duas semanas atrás, em Sakhir e o campeonato do tedesco começa a desmoronar junto coma  falta de confiabilidade do modelo RB6.

O GP também foi marcado por um forte acidente na primeira volta, envolvendo o japonês Kamui Kobayashi e Nico Hulkenberg. O piloto da Sauber perdeu o bico do carro e acertou em cheio o alemão da Williams, provocando a entrada do Safety-Car e o abandono de ambos. Ninguém se feriu.

Entre os demais brasileiros, Lucas di Grassi (Virgin) e Bruno Senna (Hispania) seguem sofrendo com a falta de confiabilidade de seus carros. O primeiro chegou a se destacar no início da prova, numa disputa com Michael Schumacher. Porém, só conseguiu completar 25 giros. Já Senna foi afetado por uma falha de câmbio, o que lhe impediu de passar da quinta volta.

No campeonato, Alonso lidera com 37 pontos, seguido de Massa (33) e Button (31). Entre os construtores, a Ferrari supera a McLaren: 70 x 54.

A próxima prova acontece no dia 4 de abril, no circuito de Sepang, em Kuala Lumpur, na Malásia.

Confira o resultado final na Austrália e a classificação atualizada:

Pos  Piloto        Equipe                     Tempo
 1.  Button        McLaren-Mercedes           1h33:36.531
 2.  Kubica        Renault                    +    12.034
 3.  Massa         Ferrari                    +    14.488
 4.  Alonso        Ferrari                    +    16.304
 5.  Rosberg       Mercedes                   +    16.683
 6.  Hamilton      McLaren-Mercedes           +    29.898
 7.  Liuzzi        Force India-Mercedes       +    59.847
 8.  Barrichello   Williams-Cosworth          +  1:00.536
 9.  Webber        Red Bull-Renault           +  1:07.319
10.  Schumacher    Mercedes                   +  1:09.391
11.  Alguersuari   Toro Rosso-Ferrari         +  1:11.301
12.  De la Rosa    Sauber-Ferrari             +  1:14.084
13.  Kovalainen    Lotus-Cosworth             +    2 laps
14.  Chandhok      HRT-Cosworth               +    5 laps

Volta mais rápida: Mark Webber (Red Bull-Renault): 1:28.358s, na 47ª.
Abandonos:

Piloto        Equipe                      Volta
Glock         Virgin-Cosworth              41
Vettel        Red Bull-Renault             26
Di Grassi     Virgin-Cosworth              25
Sutil         Force India-Mercedes         12
Petrov        Renault                      10
Senna         HRT-Cosworth                 5
Buemi         Toro Rosso-Ferrari           1
Hulkenberg    Williams-Cosworth            1
Kobayashi     Sauber-Ferrari               1
Trulli        Lotus-Cosworth               1

Classificação:                

Pilotos:                    Construtores:             
 1.  Alonso        37        1.  Ferrari                    70
 2.  Massa         33        2.  McLaren-Mercedes           54
 3.  Button        31        3.  Mercedes                   29
 4.  Hamilton      23        4.  Red Bull-Renault           18
 5.  Rosberg       20        5.  Renault                    18
 6.  Kubica        18        6.  Force India-Mercedes        8
 7.  Vettel        12        7.  Williams-Cosworth           5
 8.  Schumacher     9
 9.  Liuzzi         8
10.  Webber         6
11.  Barrichello    5
Anúncios
comentários
  1. Luiz Sergio disse:

    Hoje é um dia para dar parabéns, vejamos os presentes que nós torcedores recebemos:
    Button, nota dez para a tática, para a coragem, pela categoria, honrou seu título de campeão.
    Kubica, sem um carro competitivo como Red Bull, Ferrari, Mclaren e Mercedes, sua segunda colocação é algo que somente os grandes pilotos consegue esse feito.
    Massa, nos treinos de classificação já mostrou que ele tinha um carro deficiente em termos de pneus, na corrida foi outro que conseguiu mostrar que é um piloto sempre em evolução, sem deixar de lado a sua maior qualidade, que é a raça, pura raça, quem olhasse para sua pilotagem parecia que estava escrito, dou tudo de mim e o que vier é lucro, o terceiro lugar, na frente dos carros que estavam bem mais regulados do que o dele, mostra que ele conseguiu superar seu equipamento.
    Alonso, foi uma obra prima na pista, mostra a cada dia para quem não é fanático que é um piloto completo, tem velocidade, concentração, técnica e vontade.
    Rosberg, tem mostrado na pista, que a Mercedes fez uma ótima contratação.
    Lewis, o ingresso pago, ficar acordado na madrugada, já valeu pelo homem show que é esse piloto.
    Rubinho, esse jovem piloto, cada dia nos surpreende, é um presente para os olhos sua pilotagem, sua maior qualidade, são tantas que fica difícil saber qual é a melhor.
    Webber, já mostrou que é um ótimo piloto, falta só algum pequeno detalhe nesse piloto.
    Shumi, já voltou a ser uma realidade, sua última ultrapassagem mostrou que não voltou só para participar, voltou para ser o grande Shumi, hoje a F1 é uma categoria que tem mais de dez pilotos fantásticos.
    Vettel, pura categoria, um piloto fora de série e com um carro veloz e frágil.
    Nota dez com louvor para essa corrida e para a chuva, ficara marcada na nossas memórias.
    Sem a chuva, mostrou que é uma pista, onde carros com dois segundos mais rápidos,que hoje é uma eternidade,os pilotos não conseguem uma ultrapassagem sem arriscar tudo, que o diga o Shumi na última volta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s